Diego Alves descarta euforia do Flamengo antes de jogo com o Avaí: 'Não tem oba-oba'

O fato de o Leão da Ilha ocupar a lanterna do Campeonato Brasileiro não ilude o goleiro do Rubro-Negro

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 05 - Antes de o Flamengo treinar nesta quinta-feira pela manhã no CT do Ninho do Urubu, no Rio, o goleiro Diego Alves conversou com a imprensa e negou que exista qualquer euforia antecipada no líder do Campeonato Brasileiro antes do jogo contra o lanterna Avaí, neste sábado, às 17 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela penúltima rodada do primeiro turno da competição.

Com forte apoio de sua torcida na capital federal, a equipe carioca atuará embalada por uma vitória por 3 a 0 sobre o Palmeiras, conquistada no último domingo, no Maracanã, mas não se ilude com o seu próprio favoritismo.

"O pensamento está na mesma direção, seja dos mais jovens ou experientes. Euforia não passa perto. Foco é no trabalho, passo a passo. Temos uma sequência no Brasileiro a fazer agora. Estamos crescendo. O jogo contra o Avaí tem a mesma importância do jogo contra o Palmeiras. Não tem oba-oba", assegurou Diego Alves, em entrevista coletiva.

Diego Alves não se ilude com favoritismo do Flamengo diante do lanterna Avaí - Alexandre Vidal / Flamengo
Diego Alves não se ilude com favoritismo do Flamengo diante do lanterna Avaí
DESFALQUES

O goleiro também lembrou que o time rubro-negro entrará em campo sem alguns nomes que estão brilhando pelo clube, como é o caso de Bruno Henrique e Arrascaeta, convocados para defender respectivamente as seleções brasileira e uruguaia.

"Temos desfalques importantes, jogadores que vinham jogando constantemente", disse o atleta, para depois valorizar a força do elenco comandando pelo técnico Jorge Jesus ao projetar um triunfo sobre o Avaí. "Temos outros jogadores que trabalham para ter a chance de atuar", reforçou.

O Flamengo também não poderá contar com o zagueiro Rodrigo Caio, suspenso, e o atacante Berrío, hoje reserva da equipe, mas que não será uma boa opção no banco por ter sido chamado para atuar pela seleção colombiana, rival do Brasil em amistoso marcado para ocorrer nesta sexta-feira, às 21h30 (de Brasília), em Miami, nos Estados Unidos.

CAMPO NEUTRO?

Já ao comentar o fato de que o Flamengo jogará em Brasília após o Avaí vender o mando de campo do confronto, Diego Alves exaltou o peso da torcida rubro-negra para essa grande fase vivida pela equipe, que na semana passada também eliminou o Internacional nas quartas de final da Copa Libertadores e avançou para encarar o Grêmio na fase seguinte da competição.

"Os torcedores são nosso combustível e sabem a importância que têm. Ainda mais no Maracanã. Mas vimos também em outros lugares, como no Castelão (na última vitória por 3 a 0 sobre o Ceará) e em Brasília (onde a equipe goleou o Vasco por 4 a 1)", disse o goleiro, se referindo ao forte apoio recebido pela equipe nestes locais. "Os torcedores sempre ajudam, lotam. Sabemos da sua força. Estamos caminhando juntos", completou.