Após superar crise, Fla terá Jesus estreando quase 2 meses depois de último revés

Quando estrear, o novo técnico terá em mãos um time que não terá perdido há dois meses

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 13 - No último jogo da equipe sob o comando do interino Marcelo Salles, o Flamengo venceu o CSA por 2 a 0, na noite da última quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e garantiu a terceira posição do Campeonato Brasileiro, com 17 pontos.

O time tem este posto assegurado na tabela pelo menos até o início da décima rodada da competição, prevista para ocorrer entre os dias 13 e 15 de julho - a CBF ainda não desmembrou as datas desta jornada do torneio, que ocorrerá após a pausa motivada pela disputa da Copa América, no Brasil.

Com este triunfo na capital nacional, o time carioca também assegurou que o técnico Jorge Jesus, apresentado oficialmente na última segunda-feira como novo comandante rubro-negro, fará a sua estreia em um jogo oficial quase dois meses depois da última derrota sofrida pela equipe, ocorrida no dia 18 de maio, quando foi batido por 2 a 1 pelo Atlético-MG, em Belo Horizonte, pela quinta rodada do Brasileirão.

Jesus já assistiu aos dois últimos jogos do Flamengo. (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Jesus já assistiu aos dois últimos jogos do Flamengo. (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Este período de invencibilidade ocorre depois de o Flamengo ter vivido uma fase turbulenta, que acabou resultando no pedido de demissão do técnico Abel Braga, no dia 29 de maio.

Contestado pela torcida e desgastado com os dirigentes do clube, o treinador saiu três depois de ter conquistado uma vitória por 3 a 2 sobre o Athletico-PR, no Maracanã, justamente quando o time deu início à sequência invicta atual.

No final de semana dos dias 13 e 14 de julho, o Flamengo voltará a jogar pelo Brasileirão em duelo contra o Goiás, no Maracanã, onde a equipe atuará após acumular também três vitórias e um empate sob o comando de Marcelo Salles, que depois do triunfo sobre o CSA comemorou os últimos resultados que obteve.

"Acho que os números foram bons, não levamos nenhum gol, conseguimos rodar bem o elenco, colocamos quase todos os atletas nas relações (de convocados para os jogos), então acho que dentro da condição que me foi passada e o que era esperado", analisou o comandante, em entrevista coletiva, na qual em seguida destacou: "Queria agradecer ao presidente (Rodolfo) Landim pela confiança".

Neste curto período com a equipe sob o comando do interino, o Flamengo superou Fortaleza (2 a 0), Corinthians (1 a 0), este último em duelo pela Copa do Brasil, e CSA (2 a 0), assim como empatou por 0 a 0 com o Fluminense, no domingo passado, pelo Brasileirão.