Cuéllar pede concentração ao Fla contra Corinthians: 'Eles sofrem poucos gols lá'

O colombiano acredita que, por jogar em casa, o Corinthians vai dar espaços para os contra-ataques do Flamengo

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 14 - Em uma repetição da semifinal do ano passado, Corinthians e Flamengo iniciam nesta quarta-feira, em São Paulo, o duelo pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Em 2018, o time paulista se deu melhor e avançou à decisão contra o Cruzeiro. Desta vez, o clube carioca quer dar o troco e o volante colombiano Cuéllar sabe o que é preciso fazer.

"A repercussão de um Flamengo x Corinthians é muito grande. Times muito conhecidos no mundo, é o maior clássico do Brasil. Não é fácil ganhar em Itaquera, eles sofrem poucos gols lá. Temos que entrar muito concentrados para buscar uma vantagem e decidir no Maracanã. Vai ser muito difícil. Mas se não sofremos gols, temos muita qualidade na frente para resolvermos", ressaltou Cuéllar, nesta terça-feira, em entrevista coletiva no CT Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro.

O colombiano acredita que, por jogar em casa, o Corinthians vai dar espaços para os contra-ataques do Flamengo. "É normal que o rival tenha que se expor um pouco mais em casa, como fazemos no Maracanã. Com certeza deixarão algum espaço e temos que saber aproveitar. Para depois tentar carimbar a classificação no Maracanã", comentou. O jogo da volta será apenas no dia 4 de junho, no Rio de Janeiro.

Cuéllar pede concentração ao Fla contra Corinthians: 'Eles sofrem poucos gols lá'
Cuéllar pede concentração ao Fla contra Corinthians: 'Eles sofrem poucos gols lá'
"O time vem ganhando experiência. Temos vários jogadores que estão aqui desde 2017. O time vai aprendendo para não cometer os mesmos erros. O Corinthians é um rival muito difícil. Respeitamos, mas temos um elenco muito qualificado, agora com muito mais experiência", disse o jogador sobre a eliminação no ano passado - empate sem gols no Rio e derrota por 2 a 1 em São Paulo.

DESPEDIDA?

Além do duelo contra o Corinthians, Cuéllar comentou também sobre as especulações de sua saída do Flamengo neste meio do ano. O colombiano ressaltou ainda não ter recebido propostas - o volante tem contrato até maio de 2022 e a multa rescisória é de 70 milhões de euros (mais de R$ 312 milhões).

"Nada a falar, quem cuida disso é meu representante. Estou muito feliz no Flamengo. Não estou sabendo de nenhuma proposta. Por enquanto estou aqui, cumprindo meu contrato e acordando todos os dias pensando no Flamengo", afirmou.