Jogador da base do Fla afirma: "Estou abalado"; Feridos necessitam de cuidados

A situação mais preocupante é de Jonathan Cruz Ventura, com 40% do corpo queimado

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 08 - Na madrugada desta sexta-feira, um incêndio tomou conta do CT no Flamengo. Na tragédia, os bombeiros foram acionados às 5h17 da manhã. Por volta das 7 horas, as chamas foram controladas, mas ainda não há informações sobre quem são os mortos. Imagens aéreas divulgadas pela TV Globo mostraram uma parte da área do CT completamente destruída.

Incêndio vitimou dez pessoas no CT do Flamengo
Incêndio vitimou dez pessoas no CT do Flamengo

"A gente tem o local, que é o alojamento, onde os jogadores da base do Flamengo dormiam. A identificação das vítimas é feita posteriormente pela Polícia Civil", disse o tenente coronel do Corpo de Bombeiros Douglas Henaut, em entrevista à TV Globo. Ainda de acordo com os bombeiros, os garotos estavam dormindo na hora do acidente.

Um dos três feridos envolvidos no acidente se chama Cauã Emanuel Gomes Nunes, que encontra-se lúcido. Ele tem 14 anos, é de Fortaleza e mora no Rio de Janeiro há três anos. Os outros dois garotos que estão internados são Jonathan Cruz Ventura, em estado mais grave - será transferido para um hospital especializado em queimaduras - e Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos, quadro estável, mas que exige cuidados.

"Eu estava treinando. Quando acabou, fiquei sabendo que não ia ter treino hoje, vim para a casa de um amigo. Três amigos meus que ficaram lá ainda pediram para eu dormir lá, mas falei que não tinha treino e ia para a casa de um amigo. Quando acordei hoje, fiquei sabendo dessa tragédia, fiquei abalado demais", afirmou João Pedro, um dos atletas da base do Flamengo, à TV Globo.

Um dos sobreviventes, Felipe Cardoso, que acabara de chegar junto ao Santos, afirmou que sobreviveu por muito pouco do acidente. 'Estou bem, por pouco não estaria mais vivo, Deus é maravilhoso. Luto eterno. Só quero esquecer as cenas', completou.

 
 
" />