No Maracanã lotado, Flamengo encerra ano decepcionante e dá adeus a Lucas Paquetá

O desempenho frustrou a torcida do Mengão, que protestou diversas vezes durante a temporada

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 01 - Uma relação marcada por amor, algumas decepções e presença constante terá uma pausa neste sábado. Às 19 horas, o Flamengo receberá o Atlético-PR, no Rio de Janeiro, pela rodada final do Campeonato Brasileiro, com o estádio do Maracanã mais uma vez lotado pelo seu torcedor, mesmo que ele tenha tido poucas razões para comemorar em 2018.

Embora com um elenco forte, o Flamengo passou em branco durante toda a temporada. Caiu nas semifinais do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, foi eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores pelo Cruzeiro e teve o vice-campeonato brasileiro sacramentado no último fim de semana, quando o Palmeiras assegurou o título.

O desempenho frustrou a torcida do Flamengo, que protestou diversas vezes durante a temporada. Mas ela nunca abandonou o clube, tanto que o time termina o Brasileirão com a maior média de público da competição. E os ingressos para a partida contra o Atlético-PR já estão esgotados, o que garantirá um público de cerca de 70 mil pessoas neste sábado no estádio do Maracanã, mesmo que o duelo não tenha muito valor para o clube.

No Maracanã lotado, Flamengo encerra ano decepcionante e dá adeus a Lucas Paquetá
No Maracanã lotado, Flamengo encerra ano decepcionante e dá adeus a Lucas Paquetá
ADEUS A LUCAS PAQUETÁ
O Flamengo não pode mais deixar a segunda posição no Brasileirão, mas a partida tem seus atrativos para o torcedor. Afinal, o duelo será a despedida do meia Lucas Paquetá, uma das principais revelações do clube nos últimos anos e que foi negociado com o Milan por 35 milhões de euros (aproximadamente R$ 153 milhões).

Com apenas 21 anos e formado na Gávea, Lucas Paquetá deverá ser ovacionado pela torcida, mesmo que tenha recebido vaias em alguns momentos da temporada. "Não me preocupo com chorar ou não. Apenas em viver o dia da melhor maneira possível. Dar o meu melhor, fazer a alegria da torcida e agradecer muito", afirmou.

O compromisso contra o Atlético-PR também será o último de Dorival Júnior à frente do Flamengo. Com um contrato curto, para as 12 rodadas finais do Brasileirão, o treinador ajudou a recuperar a equipe, o colocou na briga pelo título nacional, mas não conseguiu a conquista que poderia mantê-lo no cargo para 2019.

O substituto de Dorival Júnior dependerá do resultado da eleição do Flamengo, marcada para o próximo dia 8. Candidatos das chapas favoritas, Ricardo Lomba e Rodolfo Landim tinham Renato Gaúcho como nome favorito. Mas como o ídolo do clube renovou o seu contrato, eles vão buscar outras opções, sendo Abel Braga considerado o principal candidato.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO
Na despedida de Lucas Paquetá e Dorival Júnior, o Flamengo não poderá contar com o volante colombiano Cuéllar, suspenso, sendo que Willian Arão é o principal candidato a substitui-lo. E Réver segue lesionado, o que fará a dupla de zaga voltar a ser formada por Léo Duarte e Rhodolfo.

Os problemas físicos também podem causar problemas para o ataque, que pode ficar sem o colombiano Marlos Moreno e Vitinho. Eles passaram por avaliação física, mas, inicialmente, devem ser aproveitados no último compromisso do Flamengo na temporada.

 
 
" />