Dorival Júnior exalta 'qualidades' do Flamengo, vê evolução e fica de olho no título

O Flamengo com 55 pontos, apenas um atrás do líder Palmeiras, que ainda jogará na rodada, contra o Grêmio, no domingo.

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 13 (AFI) - Se após a vitória sobre o Corinthians, por 3 a 0, Dorival Junior já se dizia aliviado, o triunfo no clássico contra o Fluminense pelo mesmo placar deixou o técnico confiante e até animado em brigar pela liderança do Campeonato Brasileiro. Estas duas vitórias seguidas deixaram o Flamengo com 55 pontos, apenas um atrás do líder Palmeiras, que ainda jogará na rodada, contra o Grêmio, no domingo.

Dorival Jr: confiança
Dorival Jr: confiança

"Eu credito esta vitória às qualidades do time do Flamengo. As individualidades estão começando a aparecer com o tempo de trabalho. Além disso, com tranquilidade, eles estão tendo mais confiança para jogar", explicou o técnico, sem citar nomes dos seus jogadores.

TEMPO DE TRABALHO
Ele lembrou que a manutenção do foco no time somente no Campeonato Brasileiro tem sido importante, principalmente pela diminuição de jogos gerada pela saída de outras competições - Copa do Brasil e Copa Libertadores - e que tem sobrado tempo para treinar "e repetir as jogadas", reforçou Dorival.

"Estou tendo um tempo que o Maurício (Barbieri) talvez não tenha tido. Eu sofri isso também na minha equipe anterior. Estamos aproveitando bem o tempo para treinar e com isso está crescendo o índice de confiança entre os atletas.

A equipe tem jogado com simplicidade e a atmosfera criada pela torcida do Flamengo tem sido importante. Esta comunhão é que nós queremos. Tomara que isso se intensifique para que nós fiquemos mais fortes ainda para o time chegar forte nestes momentos de definição".

TRANQUILIDADE E CONFIANÇA
A tranquilidade e confiança também foram usadas para explicar a grande atuação do colombiano Uribe, que marcou dois dos três gols.

"Não só ele, mas todos os jogadores precisam de confiança. E, no caso dele, que veio de fora, é preciso um tempo maior de adaptação. Ele entrou bem e no momento certo, porque agora a bola chega lá na frente. As triangulações estão funcionando e os jogadores estão sendo inteligentes, que, com um passe, estão deixando os companheiros em condições de finalizar."

O DESAFIO
O desafio agora, segundo Dorival, é "manter a intensidade por um tempo maior durante o jogo. Nosso time teve humildade de marcar para que tivesse a posse de bola e controlasse o jogo". As vitórias também deixam o técnico esperançoso com a evolução da equipe:

"Vamos ter que continuar com equilíbrio, pensando em rodada a rodada para melhorar esta diferença que existe para sermos uma surpresa nesta reta final". Em três jogos, foram sete pontos. A estreia aconteceu no empate sem gols com o Bahia em Salvador.

 
 
" />