Baiano: Vitória faz jogo duro e não libera Marinho, pretendido pelo Flamengo

A diretoria baiana já avisou que o jogador só sai se a multa de aproximadamente R$ 17 milhões for paga

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 04 (AFI) - A novela envolvendo Marinho continua. Nesta quarta-feira, o empresário do atacante, Jorge Machado, apresentou uma proposta oficial do Flamengo que foi prontamente rejeitada pelo Vitória. A diretoria baiana faz jogo duro e garante que só vai liberar um dos principais destaques do último Campeonato Brasileiro mediante ao pagamento da multa rescisória.

O problema é que o valor de aproximadamente R$ 17 milhões dificilmente será desembolsado pelo Flamengo, que desistiria de Marinho e iria em busca de outro reforço para o sistema ofensivo, como Cecílio Dominguez (do Cerro Porteño-PAR) e Marcos Guilherme (do Atlético-PR).

O atacante Marinho ainda não sabe onde vai atuar nesta temporada
O atacante Marinho ainda não sabe onde vai atuar nesta temporada
Uma nova reunião entre Jorge Machado e dirigentes rubronegros está marcada para a manhã desta quinta-feira, quando o Vitória vai tentar convencer Marinho a ficar com um reajuste salarial. Recentemente, o Leão rejeitou uma proposta do futebol chinês justamente porque não cobria a multa.

"Ainda não chegamos a um acordo. Quinta vamos nos reunir novamente. O Flamengo propôs um valor inferior ao da multa e isso nós não vamos aceitar. Não podemos errar nesse caso", disse o diretor de futebol do Vitória, Sinval Vieira, ao jornal Correio, da Bahia.

Um dos principais destaques do último Brasileirão e responsável pela permanência do Leão na elite, Marinho disputou 43 jogos na temporada 2016 e marcou 21 gols, chamando a intenção de vários clubes, em especial Santos e Flamengo. O atacante de 26 anos ainda acumula passagens por Cruzeiro, Ceará, Náutico, Internacional, Ituano, Goiás, Paraná, Caxias e Fluminense - onde foi revelado.

aaa