Técnico interino culpa desatenção por derrota do Flamengo

Barroso justificou as saídas de Val Baiano e Léo Moura durante o segundo tempo

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 30 (AFI) - O técnico interino Toninho Barroso aprovou o desempenho do Flamengo, mas culpou a desatenção da equipe pela derrota por 2 a 1 para o Guarani, no domingo, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, o time carioca também pecou pelo excesso de chances desperdiçadas durante a partida.

"Fizemos um bom jogo, tivemos chances de fazer o segundo e até o terceiro gol, mas infelizmente, aconteceu a velha máxima do futebol: quem não faz leva. No final, deu apagão, falhamos na marcação e saíram os gols do Guarani. Mas o Flamengo tem que seguir em frente, está chegando um treinador competente. Divido com o grupo a derrota, mas eles vão conseguir dar a volta por cima no campeonato", disse.

Barroso justificou as saídas de Val Baiano e Léo Moura durante o segundo tempo e afirmou que as recentes mudanças no elenco tem levado o Flamengo a oscilar no Brasileirão.

"Não estamos com os jogadores 100% e hoje tive que mexer a primeira por contusão, a segunda o Leo pediu para sair pois estava gripado e depois o Val, cansado. Nenhuma das mexidas foi de ordem tática. O repouso, o treinamento leve a conversa serão fundamentais. A preparação foi feita a longo prazo, mas o clube ainda está pagando o preço de alguns jogadores terem chegado agora", comentou.

A derrota para o Guarani deixou o Flamengo em 13º lugar no Brasileirão, com 21 pontos. A equipe, que acertou a contratação do técnico Silas, voltará a jogar na quarta-feira, em Uberlândia, contra o Cruzeiro.