Imperador teria dado moto de R$ 35 mil para mãe de traficante

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 16 (AFI) - Não deu nem tempo de uma polêmica terminar e Adriano, atacante do Flamengo e Seleção Brasileira, se envolveu em mais uma. Agora, a "história da motocicleta" volta a cena mais uma vez. Segundo o jornal "O Dia", do Rio de Janeiro, Adriano teria comprado duas motos e dado de presente para mãe de traficante.

Veja também:
Lamentável! Assim como Estaduais, Copa BR não empolga torcedores


No ano de 2008, segundo a reportagem, o atacante teria adquirido uma moto no valor de R$ 35 mil, que foi registrada no nome de Marlene Pereira de Souza, que é mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o "Mica", acusado como chefe do tráfico de cinco morros da cidade, sendo um deles, o Sereno, onde Adriano passou sua infância.

A compra foi feita por Marcos, um ex-amigo de Adriano, que teria usado um cartão de crédito no nome de Adriano Leite Ribeiro. Ainda, o atacante do Flamengo emplacou, além da Hornet 600 de cor vermelha, outra na cor preta, no valor de R$ 37 mil, que ficou no nome do jogador, que na época defendia o São Paulo.

Também causou problemas
A moto vermelha também já causou problemas para Adriano. Em 2009, o atleta registrou a perda do veículo na Delegacia de Roubos e Furtos. Na época, segundo a denúncia, Adriano teria emprestado a moto placa KXB-1788 para seu colega Marcos, o mesmo que comprou a moto.

Quando fez o registro, já constava como roubado, situação que se encontra até o momento. Marcos, seu ex-amigo, disse que "não iria devolver a citada moto".