Covid-19 deixa clube da Série B com seis jogadores no banco e só goleiro não entra

Clube catarinense acumula 17 casos ativos do novo coronavírus em seu grupo

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 14 (AFI) - O Figueirense sofreu com o surto de Covid-19. Tanto é verdade que 17 integrantes do clube foram infectados. Para o jogo contra o Sampaio Corrêa - derrota por 2 a 0 -, o Figueira teve apenas seis jogadores no banco de reservas.

Só Jonas não entrou no jogo. (Foto: Divulgação)
Só Jonas não entrou no jogo. (Foto: Divulgação)
Cinco entraram ao longo da partida. Apenas o goleiro Jonas não teve a oportunidade de dar as caras. Sidão jogou do começo ao fim. Arouca deu espaço a Lucas Henrique, enquanto Geovane entrou na vaga de Elyeser. Guilherme foi substituído por Gabriel Lima). Já Everton Santos saiu para a entrada de Davi Kuhn. E Bruno Michel cedeu espaço a Nicholas.

O Figueirense, ao todo, tem 17 casos em quarentena: os goleiros Vitor Caetano e Rodolfo Castro, o lateral-direito Elacio Córdoba, os zagueiros Alemão e Paulo Ricardo, os volantes Heryck e Matheus Neris, os meias Marquinho, Dudu e Everton Galdino, o atacante Diego Gonçalves, o técnico Elano e mais cinco integrantes da comissão.

Com a derrota no Castelão, em São Luís, em partida remarcada pela quarta rodada, o Figueirense segue na zona de rebaixamento, na 18ª colocação com 14 pontos. Na 16ª rodada da Série B, o clube catarinense entrará em campo no sábado, às 18h30, contra o Brasil-RS, no Bento de Freitas, em Pelotas.