Com 15 jogadores à disposição, Figueirense tenta adiar jogo, mas CBF nega

O time catarinense sofre com um surto de Covid-19 no elenco e enfrenta o Brasil de Pelotas, no sábado

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 16 (AFI) – Com surto de Covid-19 no elenco e apenas 15 jogadores à disposição para a partida contra o Brasil de Pelotas, no sábado, pela Série B, o Figueirense tentou adiar o jogo, mas a CBF negou o pedido.

Segundo a entidade máxima do futebol brasileiro, as partidas só podem ser adiadas quando um dos times tem 13 ou menos atletas à disposição.

Em resposta, o Figueirense emitiu uma nota oficial protestando contra a posição da CBF. Ao todo, são 15 atletas, o técnico Elano e mais cinco membros da comissão técnica afastado pela doença.

Confira a nota do Figueirense:

O Figueirense Futebol Clube, comunica ao seu torcedor e à sociedade em geral, que novamente diligenciou junto a Confederação Brasileira de Futebol, desta vez, para adiamento da partida contra o Brasil de Pelotas, marcada para o próximo sábado, no Estádio Bento de Freitas, na cidade de Pelotas – RS, válida pelo campeonato brasileiro da série B 2020/2021.

Tal pedido, encontra-se fundamentado no crescimento exponencial de infecções por Coronavirus, que atinge atletas, comissão técnica, colaboradores e dirigentes, limitando muito o número de jogadores disponíveis para atuar no jogo em questão.

Novamente, supostamente amparada em decisões anteriores, mas sem considerar o caso concreto, e ferindo de forma evidente o princípio da isonomia desportiva, a Confederação Brasileira de Futebol confirmou a realização da partida.

O Figueirense Futebol Clube registra seu protesto e o inconformismo com a manutenção da data da partida, que obrigou o clube a organizar logística desumana em meio a uma crise sanitária sem precedentes no mundo.