Coelho classifica derrota do Figueirense como 'desastrosa' e vê excesso de confiança

O clube alvinegro foi eliminado do Catarinense após perder para o Juventus por 4 a 1

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 30 (AFI) - 'Atuação desastrosa', foi assim que o técnico Márcio Coelho avaliou o Figueirense na derrota para o Juventus, por 4 a 1, na última quarta-feira, em pleno Orlando Scarpelli. O clube alvinegro foi eliminado precocemente do Campeonato Catarinense, ligando o alerta para a disputa da Série B do Brasileiro.

"A gente fez uma boa primeira partida e elevou as expectativas, trouxemos a vantagem, mas fizemos um jogo desastroso. Até pensei em fazer trocas no intervalo, mas no meu entendimento o problema não era estrutural ou individual, mas sim coletivo. Tentamos corrigir de forma coletiva, mas não sutil efeito. Tomamos o gol com um minuto e agravou nossa situação", falou o treinador.

Márcio Coelho falou sobre o Figueirense
Márcio Coelho falou sobre o Figueirense
Além de classificar o erro como coletivo, o treinador indicou que pode ter acontecido um excesso de confiança entre os jogadores do Figueirense, já que eram favoritos e precisavam apenas de um empate para avançar à semifinal.

"Pode ser que tenha tido (excesso de confiança), são armadilhas e a nossa mente não funciona para entender em que 2 + 2 é quatro. A gente procura combater essas situações quando nos deparamos. A frustração é tão grande que não dá para apontar apenas um erro. Foram vários", concluiu.

SÉRIE B
Eliminado do Catarinense, Coelho terá um pouco mais de uma semana para preparar o Figueirense visando o confronto diante do Operário, em Ponta Grossa, no dia 8 de agosto (sábado), 16h, pela primeira rodada da Série B.