STJD não julga ação do Londrina contra o Figueirense e caso vai para a Procuradoria

O clube catarinense pediu que a CBF homologue o resultado final do Campeonato Brasileiro da Série B

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 09 (AFI) - A ação do Londrina contra o Figueirense não foi julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Os desembargadores acreditam que o caso precisa primeiro passar pela Procuradoria.

Em julgamento realizado na manhã desta quinta-feira, os dois clubes apresentaram os motivos de acusação e defesa.

No entanto, o relator Mauro Marcelo de Lima e Silva disse que as acusações precisam ser analisadas pela Procuradoria e foi seguido pelos desembargadores.

Com essa decisão, a ação do Londrina não é arquivada. No entanto, ainda não tem data para que o caso seja analisado pela Procuradoria do STJD.

Julgamento aconteceu na manhã desta quinta-feira (Foto: Reprodução twitter)
Julgamento aconteceu na manhã desta quinta-feira (Foto: Reprodução twitter)
VAI HOMOLOGAR?

Através de uma nota oficial publicada em seu site logo após o julgamento, o Figueirense pede que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) homologue a classificação final da Série B do Brasileiro, mantendo assim o clube catarinense na divisão.

Na mesma nota, o Figueirense acusa o Londrina de ter oferecido vantagens aos jogadores e ex-jogadores do clube em troca de declarações que poderiam ajudar os paranaenses no caso.

ENTENDA O CASO!
As acusações tratam do W.O do Figueirense, que não entrou em campo em partida contra o Cuiabá, pela 17ª rodada.

Segundo o Londrina, o W.O foi uma irregularidade na competição já que o Figueirense perdeu apenas os pontos dessa partida, que foi decretada como vitória do Cuiabá por 3 a 0.

Na visão do Londrina, o Figueirense deveria ter o jogo considerado como uma derrota e ainda perder mais pontos.

O Figueirense terminou o campeonato na 16ª colocação, com 41 pontos, dois a mais que o Londrina, 17º colocado e que abriu a zona de rebaixamento.