Série B: Pintado lamenta empate em casa e pede calma à torcida do Figueirense

Mal ofensivamente, time catarinense teve a oportunidade de, enfim, escapar do rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 06 (AFI) - O empate sem gols com o Vila Nova, na noite da última terça-feira, frustrou boa parte dos presentes no Estádio Orlando Scarpelli.

O tropeço diante do torcedor, embora tenha reduzido a distância do Figueirense para o Londrina, primeiro integrante fora da zona de rebaixamento, em um ponto, impossibilitou a fuga definitiva, em caso de vitória no duelo direto contra a parte debaixo da tabela.

"Enfrentamos uma equipe que se defendeu o tempo todo. Essa era a proposta de jogo do Vila. Esperar o erro nosso e encontrar espaço em meio ao desespero. Não oferecemos essa chance, mas houve dificuldade na construção do gol. Isso tem um peso muito grande", comentou Pintado, em entrevista coletiva.

"Não é o resultado esperado. Todos estão conscientes quanto a isso. Fora de casa, temos proposta e encontramos espaço para jogar. Até por isso estamos pontuando. No Scarpelli, há dificuldades para furar bloqueio e encontrar o caminho do gol. Vamos lutar até o final. Nunca imaginei que fosse fácil. Não vou esperar facilidade", emendou.

INSATISFAÇÃO

Após o apito final, o Figueirense recebeu enorme vaia da torcida, a qual protestou em função do resultado e desempenho apresentados - um dos jogadores mais criticados foi Patrick.

"Patrick é um jogador muito importante e sempre com rendimento de alto nível. Provavelmente, vai jogar em grande equipe. Não podemos avaliar apenas ele, mas sim o todo. Essa ansiedade, nervosismo e pressão da torcida proporciona peso grande para nós, mas temos de superar. Quero que, no final, a torcida esteja feliz", completou Pintado.

Espaço incorporado por HTML (embed)

COMO FICA?

Com empate em Florianópolis, o Figueirense se mantém em 17º lugar, agora com 34 pontos, um de desvantagem em relação ao Londrina.

O próximo compromisso do Furacão na Série B ocorre na sexta-feira, às 21h30, diante do Coritiba, novamente no Orlando Scarpelli.