Série B: Após "fazer graça", Figueirense anuncia rescisão com Elephant

O fim do vínculo havia sido assinado na última quinta-feira, mas a oficialização aconteceu apenas nesta sexta

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 20 (AFI) - Agora é oficial! Através de um comunicado publicado em seu site no início da noite desta sexta-feira, o Figueirense anunciou a rescisão com a empresa Elephant, que vinha sendo a responsável pelo departamento de futebol do clube desde agosto de 2017.

A rescisão já havia sido assinada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Francisco de Assis Filho, e pelo presidente da Elephant, Cláudio Honigman, na última quinta-feira, mas, após o vazamento para a imprensa, o clube fez "graça" ao garantir que o vínculo estava mantido.

Nesta sexta-feira, porém, não teve jeito. Com a saída da Elephant, o Figueirense volta a ser o responsável pelo departamento de futebol. A torcida espera que não seja tarde, já que a péssima administração da Elephant levou o clube para a zona de rebaixamento da Série B.

A empresa Elephant, de Cláudio Honigman (ao centro), não comanda mais o futebol do Figueirense
A empresa Elephant, de Cláudio Honigman (ao centro), não comanda mais o futebol do Figueirense
"O Figueirense Futebol Clube comunica que, nesta data, 20 de setembro de 2019, às 18h45, notificou o Presidente da empresa Elephant Participações Societárias S/A, sr. Claudio Honigman, da rescisão do contrato (Acordo de Investimento e Transferência da Atividade de Futebol) entre eles firmado no mês de agosto de 2017.

Em razão disso, desde então, a Elephant não tem mais qualquer poder de administração.

O Figueirense reafirma seus compromissos com a torcida e com toda a comunidade e seguirá sua trajetória, retilínea e ascendente, permeada de vitórias e conquistas, rumo ao centenário
", diz a nota publicada nesta sexta no site oficial do clube e assinada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Francisco de Assis Filho, e pelo presidente do Conselho Fiscal, Luiz Ângelo Sombrio.

A HISTÓRIA
Passando por dificuldades financeiras, o Figueirense firmou contrato com a Elephant em agosto de 2017. O vínculo teria duração de 20 anos e a empresa passou a ser responsável pelo departamento de futebol do clube.

No acordo, a Elephant se prometeu a pagar as dívidas do clube, além da conquista de títulos importantes (Brasileirão e Copa do Brasil) e participações em torneios internacionais (Libertadores e Sul-Americana).

Nada disso, porém, aconteceu e o Figueirense caminha a passos largos rumo à Série C do Brasileiro. Nos últimos meses, por conta de atrasos salariais, jogadores entraram em greve e o clube chegou a perder de W.O para o Cuiabá, no dia 20 de agosto, pela 17ª rodada da Série B.

Diante de toda a confusão gerada pela empresa e seus representantes, jogadores e funcionários certamente estão aliviados com o distrato do contrato. Agora, resta saber quem serão os responsáveis por tomar conta do futebol alvinegro.