Série B: Com vergonha, Tony desabafa sobre situação do Figueirense: "Insustentável"

Na última quinta-feira, o time catarinense perdeu para a Ponte Preta por 1 a 0

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 16 (AFI) - O Figueirense parece estar em uma crise sem fim. Se fora de campo, o clube convive com salários atrasados de jogadores e funcionários, dentro a situação também é desesperadora. O time catarinense não vence há sete rodadas, tendo, na última, perdido para a Ponte Preta, por 1 a 0, em pleno Orlando Scarpelli. A sequência negativa preocupa o meia Tony, que não poupou críticas para mostrar sua insatisfação com o atual momento.

"Indignação porque sofremos muito dentro e fora de campo. Estamos nos doando e muita coisa errada dentro e fora de campo, o time deles amarrou o jogo, nosso clube sem representatividade nenhuma, todos vem aqui e fazem o que querem. Está insustentável, estou ficando com vergonha. Tenho família e é difícil passar por isso", falou o jogador.

Na visão de Vinícius Eutrópio, a derrota para a Ponte Preta foi injusta pelo futebol apresentado pela equipe do Figueirense. O treinador ainda questionou a arbitragem de Marcos Mateus Pereira, considerando o gol, marcado por Diego Renan, irregular.

Tony lamentou mais uma derrota do Figueirense
Tony lamentou mais uma derrota do Figueirense
"Um placar injusto. O nosso time dominou as ações do jogo e finalizou mais. Cruzamos 30 bolas contra o adversário, com 500 toques de bola, mas não foi suficiente para transformar nossa proposta em vitória. O time atuou mais avançado, mostrando que a Ponte não teve sequência. Até o gol, que considero irregular, não tinha finalizado. Acho injusto pelo que foi e pela luta dos jogadores", completou.

RECLAMAÇÃO
O treinador ainda revelou que Antônio Lopes será enviado à CBF para fazer uma reclamação formal contra arbitragem: "Para esse jogo, merecíamos um árbitro melhor. O Antônio Lopes vai à CBF junto do presidente. E isso tem que acontecer para não perdemos mais pontos, pois causa um prejuízo", finalizou.

Com a derrota para a Ponte Preta, o Figueirense ficou na 12ª colocação, com 20 pontos, seis da zona de rebaixamento.