Catarinense: Lateral do Figueirense mantém os pés no chão antes do clássico

O time de Hemerson Maria ainda tem o segundo melhor ataque a segunda melhor defesa

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 12 (AFI) - Invicto no Campeonato Catarinense, o Figueirense quer manter a concentração até o final da primeira fase. A ideia do grupo é manter a primeira posição, mas oficialmente se fala em classificar entre os quatro primeiros. Em entrevista coletiva, o lateral Júlio Rusch colocou panos quentes na campanha do clube antes do clássico contra o Avaí no próximo domingo, às 16 horas, na Ressacada, pela 13ª rodada.

“Estamos bem encaminhados, sim, mas não podemos deixar a peteca cair. Estamos em uma sequência boa, em um processo de formação, temos muito a evoluir. Acho que dando sequência no trabalho do professor Hemerson (Maria) vamos alcançar nosso objetivo de terminar entre os quatro no Catarinense”.

Com 26 pontos, o Figueirense tem sete vitórias e cinco empates em 12 jogos no estadual, com a liderança isolada da competição. O clube ultrapassou justamente o rival Avaí, que caiu para o Hercílio Luz e despencou na classificação para a terceira posição, com 23 pontos – entre eles tem a Chapecoense, com 24. O time de Hemerson Maria ainda tem o segundo melhor ataque a segunda melhor defesa, com 17 marcados e sete sofridos.

Figueirense mantém os pés no chão antes do clássico com o Avaí
Figueirense mantém os pés no chão antes do clássico com o Avaí
Mantendo os pés no chão, Júlio Rusch preferiu não avaliar o momento do adversário, que vem de derrota, e garante que o grupo está focado apenas no objetivo de avançar para a segunda fase. “Acho que a gente tem que focar no nosso trabalho e domingo temos que fazer o melhor possível, esquecer o jogo deles e trabalhar para fazer um ótimo jogo. Clássico é clássico, resolvido em detalhes. Sabemos da importância, que vale a liderança”.