Série B: Após empate, Márcio Goiano não é mais técnico do Figueirense

Ele chegou ao Figueirense no início de fevereiro para assumir a vaga de Marquinhos Santos

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 14 (AFI) – Márcio Goiano não é mais técnico do Figueirense para a sequencia da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador se reuniu com a diretoria na manhã desta quarta-feira e, numa conversa franca, optou por deixar o cargo após quatro meses à frente do elenco. Marcelo Cabo, que se desligou do Atlético-GO há pouco mais de duas semanas, é o mais cotado a assumir o posto.

Márcio Goiano chegou ao Figueirense no início de fevereiro para assumir a vaga de Marquinhos Santos, que deixou o clube na briga contra o rebaixamento do Campeonato Catarinense. Logo de cara empatou dois jogos importantes, contra Avaí e Chapecoense, mas não conseguiu engrenar no segundo turno. Tirou o time da parte debaixo da tabela, mas acabou fora da grande final estadual.

Márcio Goiano não é mais técnico do Figueirense após empate na Série B
Márcio Goiano não é mais técnico do Figueirense após empate na Série B

Em 20 partidas que estava a frente do time, Márcio venceu apenas quatro, empatou oito e perdeu mais oito, com 33,3% de aproveitamento.

“Infelizmente os resultados não vieram e eu entendo a postura do Figueirense. Foi uma conversa muito franca com o presidente, tudo aconteceu em consenso, são pessoas muito honestas que trabalham ali. Espero que o time possa voltar ao caminho das vitórias e colher bons frutos ainda esse ano”, disse o treinador.

O Figueirense vinha a cinco jogos sem vencer na Série B. Na última terça-feira, ficou no 2 a 2 com o Criciúma dentro do estádio Orlando Scarpelli, mas antes já vinha de um empate com o ABC fora de casa. Márcio ainda perdeu para Guarani, Boa Esporte e Internacional, deixando o grupo na 14ª posição, com oito pontos. Junto com Goiano, o auxiliar técnico, Édson Luís da Silva, também não faz mais parte da comissão técnica do clube catarinense.