Luto! Morre atacante lendário da Ferroviária e que fez sucesso no São Paulo

Ex-jogador vinha sofrendo com o Mal de Alzheimer e, após ter sido internado em vários clínicas, acabou falecendo

por Agência Futebol Interior

Araraquara, SP, 14 (AFI) - Mais uma notícia triste para o futebol brasileiro. Na manhã dessa sexta-feira, morreu o ex-atacante Marcão, que jogou em grandes equipes do Brasil e que foi ídolo da Ferroviária de Araraquara. Nos últimos tempos Marcão vinha sofrendo com o Mal de Alzheimer e, após ter sido internado em vários clínicas, acabou falecendo vitimado de uma parada cardíaca.

Batizado Marco Benedito Marcello, Marcão havia completado 65 anos no último dia 21 de maio e foi revelado pela Ponte Preta, onde não teve chances e acabou dispensado no início dos anos 1970. Depois de uma rápida passagem pelo Figueirense-SC, onde não foi bem, Marcão começou a destacar-se no Guaxupé, marcando vários gols no Campeonato Mineiro.

Negro forte e com quase 2,0 metros de altura, Marcão foi negociado com o América Mineiro e continuou fazendo gols e chamando a atenção de vários clubes.

Marcão, o terceiro agachado, na Ferroviária nos anos 1980.
Marcão, o terceiro agachado, na Ferroviária nos anos 1980.
MELHOR MOMENTO DE MARCÃO FOI NA FERROVIÁRIA
Depois do América Mineiro, Marcão continua indo bem nos times que atuava como XV de Jaú, Noroeste, Inter de Limeira, Vitória-BA e Ferroviária, onde foi tão bem que acabou sendo negociado com o São Paulo.

Ficou dois anos no São Paulo, esteve no América Carioca e voltou para a Ferroviária, quando participou dos últimos melhores momentos do time de Araraquara nos anos 1980. Ainda jogou no União Suzano e São Caetano, onde "pendurou as chutreiras" em 1992.

MARCÃO COMEÇOU BEM COMO TREINADOR, MAS NÃO DECOLOU NA CARREIRA
Após encerrar a carreira de jogador, Marcão fixou-se em Araraquara e chegou a tentar ser treinador. Logo no início teve êxito no Campeonato Brasileiro da Série C de 1994, quando foi vice-campeão dirigindo a Ferroviária. Mas não decolou na função de técnico e passou a viver em Americana dando aulas em escolinhas de futebol.