Clube da Série D pune jogadores após derrota para vice-lanterna: "multa pedagógica"

Presidente Hamilton Nogueira detonou seu time e ainda desdenhou do Bacabal

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 08 (AFI) - O presidente Hamilton Nogueira não engoliu a derrota do Juventude para o vice-lanterna Bacabal, por 2 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Maranhense. Insatisfeito com o resultado, ele criticou o próprio time, desdenhou do rival e anunciou uma punição aos atletas.

De acordo com o mandatário, o elenco será punido com uma "multa pedagógica" de 25% sobre os salários. As atividades do Juventude ainda foram suspensas por quatro dias. Esse tempo servirá para a diretoria avaliar a situação de cada jogador. Pode ter dispensa.

Juventude perdeu do vice-lanterna. (Foto: Marujo / AudioVisual)
Juventude perdeu do vice-lanterna. (Foto: Marujo / AudioVisual)

"A desestrutura do Bacabal foi tão flagrante que o time só chegou ao estádio Pinheirão faltando 20 minutos para iniciar a partida", diz a nota do Juventude.

SEM GOLEIRO!
O Juventude ainda lembra que o rival havia dispensado 12 atletas na semana do jogo e que o Bacabal havia "jogado junto pela primeira vez".

A nota de Hamilton Nogueira ainda faz questão de lembrar que o Bacabal jogou sem goleiro no primeiro tempo - o meio-campista Ruan Barros ficou no gol. Só no segundo tempo, Vanilton chegou ao estádio e entrou no gol.

Ao saber da nota, o Bacabal respondeu ao afirmar que o Juventude "comete um desrespeito sem tamanho as demais agremiações participantes do Campeonato Maranhense, Serie A de 2021, quando demonstra no calor de uma derrota, um despreparo em relação aos princípios que devem nortear o desporto, que é o de saber ganhar e perder.

A nota do BEC foi assinada pelo presidente Francisco de Assis Rodrigues.

Antes de pensar na Série D do Brasileirão, o Juventude ainda lutará pela vaga no Campeonato Maranhense. Apesar de estar em terceiro lugar com oito pontos, o Ju está a dois do vice-lanterna Bacabal que abre a degola.