Fernando Marchiori volta a ser campeão pelo Maringá, agora, na Segundona Paranaense

Campeão da Taça FPF em 2015, jovem treinador garantiu, agora, o acesso à elite e o título da Segundona Estadual

por Agência Futebol Interior

Maringá, PR, 17 (AFI) - O técnico Fernando Marchiori (foto) voltou a ser campeão pelo Maringá. O jovem treinador colocou mais uma conquista em sua galeria ao comemorar o título da Segunda Divisão do Campeonato Paranaense. O clube do interior já havia conquistado o acesso à elite, assim como o União. O Maringá bateu o União, por 2 a 0, no Estádio Regional Willie Davids e fechou o Estadual com chave de ouro. Esse é o segundo título do Tricolor na divisão. O primeiro foi em 2013 ante o Prudentópolis.

“Estou muito feliz, pois quando iniciamos o trabalho em 2017 foi um recomeço, o clube não tinha nenhum atleta, nenhum funcionário e começamos tudo do zero, com organização, pés no chão e comprometimento. Sem dúvida o título veio para fechar com chave de outro esse primeiro semestre”, disse Marchiori.

Fernando Marchiori, aliás, está na história do Maringá. Em 2015, ele foi campeão invicto da Taça FPF com seis triunfos e três empates. A Taça FPF, aliás, também está no cardápio do Tricolor na atual temporada. O campeão ganhará vaga na Série D do Brasileirão.

“Graças a Deus, na minha curta trajetória como treinador, fui recompensado em chegar a cinco finais e ganhar quatro, sem dúvida isso é muito importante para mim. Claro que nada disso teria acontecido sem minha comissão técnica, sem a diretoria e principalmente sem os jogadores que estiveram conosco nesse período”, completou.

O Maringá, agora, voltará suas atenções para a Taça FPF Sub-23 que começará no dia 6 de agosto. O primeiro confronto do tricolor será contra o Paranavaí no Estádio Willie Davids.

Mais de Fernando Marchiori:
Em apenas três anos na profissão, Fernando Marchiori foi campeão cinco vezes. No Cuiabá ele também fez história com o bicampeonato estadual, a inédita conquista da Copa Verde e a participação na Copa Sul-americana. Na campanha do bicampeonato mato-grossense pelo Cuiabá, o treinador realizou 55 jogos com 27 vitórias, 14 empates e 14 derrotas. Naquele período, ele ficou nove jogos invictos, sendo que o Dourado passou 810 minutos sem levar gols.