Golaço de Zidane na final da Liga dos Campeões completa 18 anos

De quebra, ainda garantiu o nono título da Liga dos Campeões para o Real Madrid

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 14 (AFI) - Um dos gols mais famosos da história do Real Madrid foi marcado em Glasgow, no dia 15 de maio de 2002 (há quase exatos 18 anos), quando o francês Zinedine Zidane se ligou perfeitamente a um chute acrobático e decretou a vitória sobre o Bayer Leverkusen.

De quebra, ainda garantiu o nono título da Liga dos Campeões para os blancos. Atual treinador do clube da capital espanhola, Zidane teve muitos bons momentos com as cores de Real Madrid e Seleção Francesa ao longo de sua carreira estelar, mas o galáctico nunca fez um gol mais mágico que esse.

Dito isto, Roberto Carlos sempre brinca - até hoje - que foi seu cruzamento que fez o gol tão especial!

Nesta semana, no entanto, outros acontecimentos marcantes do futebol espanhol também comemoraram "aniversário" - como o primeiro título de Cruyff como técnico do Barça; a marcante vitória do Levante sobre o clube blaugrana; a conquista do Sevilla sobre o Espanyol na "super final espanhola" da Copa da UEFA; e os títulos dramáticos de Atlético de Madrid e Barcelona, nas temporadas 2014 e 2015.

12/05/1991 - O lendário Johan Cruyff conquista seu primeiro título da LaLiga como técnico do Barcelona

O primeiro título do Barcelona na LaLiga, sob o comando do técnico Johan Cruyff, foi confirmado em 12 de maio de 1991, quando o Atlético de Madrid, adversário mais próximo, não conseguiu nenhum ponto em uma visita à Real Sociedad.

Pode parecer incrível agora, mas o Barça conquistou o troféu apenas uma vez desde o tempo de Cruyff como jogador no Camp Nou, em meados da década de 1970.

Quando o revolucionário holandês passou a liderar uma equipe que incluía Andoni Zubizarreta, Ronald Koeman, Pep Guardiola, Michael Laudrup e Hristo Stoichkov, conquistando um histórico tetra seguido na LaLiga, além de vencer a primeira Copa da Europa (atual Liga dos Campeões) em 1992.

13/05/2018 - Levante surpreende o Barça em um dos maiores embates da história da LaLiga

O estádio "Ciutat de Valencia" sediou um dos jogos mais dramáticos da LaLiga dos últimos tempos, em maio de 2018. Os anfitriões do Levante chegaram a fazer incríveis 5-1 no poderoso Barcelona - que não havia perdido durante toda a temporada da LaLiga.

Os torcedores mal conseguiram acreditar quando Emmanuel Boateng marcou um hat-trick e viu o craque macedónio Enis Bardhi balançar as redes em outras duas oportunidades. Ainda assim, mesmo sem Messi, o Barça reagiu.

E comandado por Philippe Coutinho, que também marcou três gols naquele jogo e viu Luis Suarez fazer um de pênalti, diminuiu a diferença, mantendo todos na ponta dos assentos até o final. O Barça já havia sido coroado campeão em 2017/2018, mas a derrota por 5-4 acabou com uma invencibilidade de 44 jogos na LaLiga sob o comando do técnico Ernesto Valverde.

16/05/2007 - Sevilla bate Espanyol em uma final europeia dominada pela LaLiga

O Hampden Park, em Glasgow, também foi o local onde o Sevilla, então atual campeão da Copa da UEFA, defendia o título diante do Espanyol - em uma "super final espanhola". Onde o atacante brasileiro Adriano colocou o Sevilla na frente, mas viu o espanhol Albert Riera logo empatar para o clube catalão.

Na prorrogação, o atacante do Mali Frederic Kanouté e o meia brasileiro Jonatas também marcaram e levaram a decisão às penalidades. Onde o goleiro do rojiblanco Andres Palop se tornou herói com três boas defesas.

Os andaluzes conquistaram duas Copas da UEFA consecutivas e atualmente detêm o recorde de todos os tempos, com cinco taças da competição hoje conhecida como Liga Europa.

17/05/2014 e 2015 - Atleti e Barça vencem a LaLiga de forma dramática

17 de maio está escrito nas histórias recentes de Atlético de Madrid e Barcelona - com os dois clubes tendo lembranças felizes e tristes nesta mesma data.

Em 2014, por exemplo, o majestoso gol de cabeça do zagueiro Diego Godín no Camp Nou, casa do Barcelona, no último confronto da LaLiga naquela temporada, selou o mais improvável dos títulos espanhóis - que foi parar nas mãos de Diego Simeone.

Exatos 12 meses depois, o Barça se vingou e, com um gol de Lionel Messi, venceu por 1-0 na casa do Atlético de Madrid e sacramentou a conquista da LaLiga. Uma coincidência incrível, em uma temporada que o Barça venceu a LaLiga, a Liga dos Campeões e a Copa do Rei - logo no primeiro ano de Luis Enrique como treinador.