Marquinhos projeta jogo contra Uruguai, próximo rival do Brasil: 'Uma guerra'

O time de Tite vem com 100% de aproveitamento, mas pega um adversário embalado após vitória por 3 a 0 sobre a Colômbia

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 (AFI) - Após a vitória por 1 a 0 sobre a Venezuela na noite desta sexta-feira, a seleção brasileira terá pela frente o Uruguai, na terça. A partida será disputada no Estádio Centenário, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Para o zagueiro Marquinhos, o duelo será uma "guerra".

"Jogo contra o Uruguai é sempre uma guerra e temos que estar preparados para isso. Na casa deles são jogos sempre difíceis. É um time de tradição, com jogadores de qualidade e uma defesa muito forte", projetou Marquinhos.

O zagueiro também analisou a vitória sobre a Venezuela. O Brasil teve muitas dificuldades de furar a retranca adversária e marcou apenas no segundo tempo, com Roberto Firmino. A seleção já havia enfrentado cenário parecido na estreia contra a Bolívia, mas na ocasião conseguiu abrir o placar aos 15 minutos de jogo e goleou por 5 a 0.

"Contra o Brasil as seleções se fecham muito, dificultam o jogo, falam muito e colocam pressão no juiz. Temos que nos manter focados. Eles fizeram o mesmo jogo da Copa América (empate por 0 a 0 na fase de grupos). Tem que tentar mais, tentar a triangulação com passes curtos para quebrar a linha e ficar firme atrás porque é no contra-ataque que eles levam perigo", disse Marquinhos.

O Brasil lidera as Eliminatórias, com nove pontos em três partidas disputadas. É a única seleção com 100% de aproveitamento. O Uruguai tem seis pontos conquistados e ocupa a quarta colocação. O confronto com o Uruguai será realizado na terça-feira, às 20h (de Brasília).