Jogo do Brasil não vai passar na TV aberta. Saiba onde assistir!

Sem acordo com Globo ou SBT, o jogo só estará disponível em serviços pagos de streaming

por Agência Estado

Campinas, SP, 17 (AFI) - O jogo entre Uruguai e Brasil, nesta terça-feira, às 20 horas (de Brasília), no estádio Centenário, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, também terá transmissão por pay-per-view do canal BandSports. O duelo já seria transmitido pelo EI Plus, plataforma de streaming da Turner.

O pay-per-view do BandSports vai custar R$ 19,90. O pacote vale para os cinco jogos desta terça-feira. No duelo entre Uruguai e Brasil, a narração será de Oliveira Andrade e o ex-jogador e hoje apresentador Neto vai ser o comentarista.

Tanto o BandSports como a Turner acertaram com a Mediapro, dona dos direitos televisivos. A Rede Globo e o SBT chegaram a negociar para obter a transmissão da partida, mas as conversas não evoluíram como o esperado.

A Globo tem os direitos de transmissão para os jogos do Brasil em casa e contra a Argentina como visitante. Na segunda rodada das Eliminatórias, a CBF comprou os direitos de exibição da partida contra o Peru, em Lima, e repassou ao canal TV Brasil. Desta vez, porém, a entidade não repetiu a ação.

Nas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, a EI Plus passou os jogos de todas as seleções após negociação idêntica a que está sendo feito agora. A Globo tem os direitos de transmissão de todos os jogos de Brasil e da Argentina como mandantes. Na última quinta-feira, por exemplo, o jogo dos argentinos contra o Paraguai foi transmitido pela SporTV. Na sexta, o Brasil encarou a Venezuela com transmissão da TV Globo e também do SporTV.

A mudança nas negociações dos direitos de transmissão dos jogos foi uma decisão da Fifa, que afeta todos os continentes. Antes, a venda era pelo pacote completo, com todos os jogos das Eliminatórias. Agora, cada seleção pode vender seus confrontos como mandantes e as federações decidiram contratar a empresa Mediapro para negociar em seus nomes.