VAR neles! Eliminatória Sul-americana terá árbitro de vídeo em todos os jogos

Própria entidade sul-americana assumirá os gastos com a parafernália do VAR

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 14 (AFI) - A Eliminatória Sul-americana para a Copa do Mundo 2022 terá uma novidade. A CONMEBOL determinou que todos os 90 jogos tenham VAR, o famoso árbitro de vídeo. A própria entidade sul-americana assumirá os gastos com a parafernália do VAR. A FIFA, enquanto isso, pagará as passagens, hospedagem e remuneração da arbitragem.

O VAR não é novidade na América do Sul, mas será a primeira vez com o recurso na Eliminatória. O árbitro de vídeo está presente desde a semifinal da Libertadores de 2017. Mesmo com o recurso, a polêmica ainda não acabou. O tempo para se tomar a decisão e até mesmo a própria decisão são alvos de clubes, dirigentes, jogadores, treinadores, torcedores e jornalistas.

VAR na Eliminatória. (Foto: FIFA / Divulgação)
VAR na Eliminatória. (Foto: FIFA / Divulgação)
BRASIL NA ELIMINATÓRIA!

A Seleção Brasileirão irá estrear na Arena Pernambuco, em 27 de março, diante da Bolívia. O último jogo do Brasil dentro do País, pela penúltima rodada do classificatório, será no Mineirão, em 11 de novembro de 2021, em duelo com o Chile. E o clássico contra a Argentina, em 13 de outubro de 2020, foi agendado para a Arena Corinthians.

Nove estádios vão receber os nove jogos da seleção como mandante no qualificatório para o Mundial do Catar, mas apenas oito cidades, pois dois deles vão ser disputados em São Paulo, casos dos confrontos com a Argentina e a Colômbia, em 2 de setembro de 2021, no Morumbi.

TODOS OS DETALHES
Além do jogo contra a Bolívia, o Brasil fará mais três em casa em 2020. Eles vão ser diante da Venezuela, no Mané Garrincha, em 3 de setembro, o confronto com a Argentina, e o duelo com o Equador, na Fonte Nova, em 12 ou 13 de novembro.

Os outros cinco compromissos da seleção como mandante nas Eliminatórias vão ser em 2021. O Brasil vai encarar o Peru no Beira-Rio (30 de março), o Uruguai no Maracanã (8 de junho), a Colômbia no Morumbi, o Paraguai na Arena da Amazônia (12 de outubro) e o Chile no Mineirão.