De olho no Dérbi 195, Guarani e Ponte poupam titulares e não perdem peças por suspensão

Thiago Carpini e Gilson Kleina, com exceção dos lesionados, têm força máxima à disposição no clássico

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 06 (AFI) - Ponte Preta e Guarani entraram em campo na noite da última terça-feira na luta pelos três pontos, mas com o pensamento no próximo sábado.

Isso porque os rivais de Campinas se reencontram no dia 09 de novembro, a partir das 16h30, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em duelo válido pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A iminência do clássico local, entretanto, 'obrigou' os treinadores a poupar os principais jogadores mais desgastados e, claro, os pendurados de maior destaque para ter força máxima à disposição em um dos duelos mais importantes da temporada.

No final das contas, apesar dos resultados ruins - a Macaca empatou com o lanterna no Moisés Lucarelli, enquanto o Bugre foi derrotado pelo líder, fora -, nem Thiago Carpini, nem Gilson Kleina terão problemas com suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

PONTE PRETA

No duelo com o São Bento, com público inferior a mil pagantes no Majestoso, Kleina optou por poupar o volante Washington (pendurado) e o meio-campista Renato Cajá (condição física).

Três meses depois, Ponte Preta e Guarani se reencontram - Letícia Martins / Guarani FC
Três meses depois, Ponte Preta e Guarani se reencontram

Sob perigo, o lateral-direito Edílson e o zagueiro Renan Fonseca foram titulares, mas passaram ilesos pela arbitragem.

Após cumprir suspensão, o atacante Roger, artilheiro da equipe na Série B com 12 gols, é nome garantido no ataque para o Dérbi 195.

GUARANI

Thiago Carpini foi ainda mais precavido e sacou cinco peças do plantel para visitar o líder Bragantino.

Além do zagueiro Luiz Gustavo e do volante Deivid, recuperados de problema muscular na coxa, o volante Marcelo (precaução por incômodo no ombro) e os atacantes Lucas Crispim (desgaste físico) e Michel Douglas (pendurado) não foram acionados. Apenas o primeiro, aliás, foi relacionado e ficou como opção.

Os únicos em estado de atenção com dois cartões em Bragança foram o goleiro Jefferson Paulino, o beque Diego Giaretta e o atacante Davó, mas nenhum foi advertido.

PANORAMA

Ponte Preta e Guarani vivem situação bem semelhantes em termos de tabela. Enquanto a Macaca, sem chance de acesso, ocupa o 11º lugar com 43 pontos, o Bugre, na luta contra a zona de rebaixamento, soma 39, mas em 14º.