Ex-zagueiro do Cruzeiro aciona o clube na Justiça por calote sofrido

O zagueiro Cacá que deixou o clube para jogar no Japão, entrou na Justiça contra o clube por calote sofrido em sua saída

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) - O Cruzeiro está com mais um problema na Justiça para resolver. O zagueiro Cacá, de apenas 21 anos, acionou o clube devido ao não pagamento de pendências pela diretoria do clube. O departamento jurídico da Raposa deverá tomar nota da ação a partir de hoje.

Cacá está cobrando um valor de aproximadamente R$ 594 mil com base nos artigos 467 e 477 da Consolidação das Leis Trabalhistas. O zagueiro afirma que o pagamento de sua rescisão estão errados, e agora está cobrando a diferença.

Foto: Bruno haddad
Foto: Bruno haddad

ELE AVISOU

Na semana passada o jogador revelou os calotes do clube e disse a torcida que acionaria a Justiça para resolver essas pendências com o clube.

"Fiz um acordo com os dirigentes do Cruzeiro, que na primeira parcela do pagamento da minha venda ao Japão, eles me pagariam o que havia sido acordado. Assinamos o acordo no dia 24/02 a parcela foi paga no dia 16/03, há 20 dias aproximadamente, e não houve o pagamento. Estou indo embora para outro clube sem receber o acordado. E ainda ouvi que se quiser receber devo entrar na Justiça", declarou.
O QUE O CLUBE DISSE ?
O Cruzeiro rebateu o jogador, mas assume ter dívida com o atleta. De acordo com dados de uma nota emitida pelo clube, o Cruzeiro fez dois pagamentos ao jogador: R$ 205.993,00 e US$ 70 mil (R$ 385.630,00), mas assumiu que deve outra parte: R$ 251.443,04.
Cacá foi transferido para um clube da primeira divisão do Japão. A Raposa era detentora de 70% dos direitos econômicos do jogador, e deve receber cerca de dois milhões de dólares pelo negócio.