Promessas não cumpridas irritam Felipão, que pode deixar o Cruzeiro

O treinador avalia deixar o comando da Raposa após a Série B do Campeonato Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 12 (AFI) - Apesar de ter firmado contrato até dezembro de 2022, Luiz Felipe Scolari pode deixar o Cruzeiro logo após a Série B do Campeonato Brasileiro. Não por opção da diretoria, mas sim do próprio treinador.

De acordo com a imprensa mineira, algumas promessas feitas pelos dirigentes na reunião que selou sua contratação não estão sendo cumpridas, como salários em dia - elenco não recebe há dois meses, além do 13º - e pagamento de dívidas para poder inscrever reforços.

MANOEL ALERTA SOBRE MANTER FOCO CONTRA O OESTE

Felipão pode deixar o Cruzeiro após a Série B (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Felipão pode deixar o Cruzeiro após a Série B (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

MAIS PENDENCIA

Por conta de uma pendência com a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), o Cruzeiro está desde novembro sem poder inscrever novos jogadores tanto no profissional quanto nas categorias de base.

Diante de tudo isso, Luiz Felipe Scolari não sabe se vai continuar no clube após o Campeonato Brasileiro da Série B. No contratado assinado entre as partes, não há multa para a rescisão por parte do treinador.

NO MERCADO
Já ciente da insatisfação de Luiz Felipe Scolari e da possibilidade da sua saída, a diretoria celeste começa a analisar alguns nomes no mercado. Procurado antes de Felipão ter assinado contrato, Marcelo Chamusca está sem clube.

Faltando cinco rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro da Série B, o Cruzeiro está na 12ª colocação, com 44 pontos, e tem mínimas chances de acesso e de rebaixamento.