Série B: Cruzeiro tentará melhorar retrospecto contra o Paraná

Nos últimos dez jogos contra o Paraná, raposa venceu só um

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 29 (AFI) - Na berlinda, o Cruzeiro poderá virar o turno na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B. Para piorar, a Raposa não tem dado sorte contra o Paraná, adversário desta terça-feira, às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 19ª rodada.

Nos últimos dez encontros entre os clubes - todos pelo Brasileirão Série A em 2004, 2005, 2006, 2007 e 2018 -, o Cruzeiro obteve só uma vitória, enquanto o Paraná triunfou seis vezes. Houve ainda três empates.

Desafio extra para Felipão. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)
Desafio extra para Felipão. (Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)

VOLTA E DESFALQUES!
O zagueiro Manoel está de volta aos treinamentos do Cruzeiro. O experiente jogador se recuperou da Covid-19 e já voltou ao convívio com os demais. Ele surge como opção para a zaga do técnico Luiz Felipe Scolari.

O treinador por, outro lado, terá desfalques. Matheus Pereira, com um estiramento no ligamento do joelho esquerdo, e Arthur Caike, com um estiramento muscular na coxa direita, estão entregues ao DM e são desfalques certos.

Patrick Brey, reintegrado ao grupo após uma negociação frustrada, deverá assumir a vaga na lateral esquerda. Já Airton ficará no lugar de Arthur Caíke. Foi Airton quem fez o gol contra o Náutico.

FALA, BREY!
"O Paraná vem bem no campeonato, a gente sabe que é uma ótima equipe. Mas, independentemente da situação que eles vivem, independentemente da nossa, sabemos que somos uma grande equipe, temos grandes jogadores e a gente, com certeza, se Deus quiser, vai conseguir sair com a vitória, conseguir os três pontos para cada vez nos distanciarmos da parte lá de baixo", declarou Brey.

O time do técnico Felipão vem de empate, por 1 a 1, com o Náutico. Sem perder há quatro jogos, o clube mineiro aparece na zona de rebaixamento, no 18º lugar com 17 pontos, a dois do primeiro rival fora da degola.

CRUZEIRO - Fábio; Rafael Luiz, Cacá (Manoel), Ramon e Patrick Brey; Adriano, Jadsom Silva, Régis e Marquinhos Gabriel; Airton e Marcelo Moreno.