Série B: Cruzeiro quita dívida na Fifa e pode voltar a registrar jogadores

Felipão chegou e a Raposa agiu para poder se reforçar visando a luta contra o rebaixamento

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 16 (AFI) - Felipão chegou e fez com que a diretoria do Cruzeiro trabalhasse para regularizar sua situação perante à Fifa. A equipe celeste conseguir quitar a dívida com o Zorya, da Ucrânia, relacionada ao atacante Willian. Além disso, pagou o que devia ao técnico Paulo Bento, que passou pelo clube em 2016, e ao atacante Ábila, hoje no River Plate.

"A primeira movimentação foi referente ao FC Zorya, da Ucrânia, que cobrava valores relacionados a contratação do atleta Willian Bigode. O Clube desembolsou a quantia de R$ 9.229.057,22, já com acréscimo de impostos, além de multa e custos da FIFA, no montante de R$ 328.107,03", informou o Cruzeiro em nota oficial.

Felipão chegou e a cara do Cruzeiro começou a mudar
Felipão chegou e a cara do Cruzeiro começou a mudar
"Já a segunda ação diz respeito ao atleta Ramón Ábila, que cobrava valores ao Cruzeiro por meio da entidade internacional. A Raposa esclarece que pagou R$ 716.729,09, além de R$ 29,166,85 de multa na FIFA. Vale lembrar que a diretoria já havia quitado quantias relacionadas ao mecanismo de solidariedade ao Unión Florida, da Argentina", completou.

Sobre Paulo Bento:"O Cruzeiro também informa que pagou os débitos com a comissão técnica do técnico Paulo Bento, que atuou no Clube em 2016. O valor liquidado, com inserção dos juros, foi de R$ 454.358,75, somado a R$ 58.333,69 de multa e custas do processo para a FIFA."

REFORÇOS!
Com isso, o Cruzeiro vai poder registrar três jogadores que não vinha sendo aproveitados por conta das dívidas. São eles: Angulo, Giovanni e Matheus Índio.