Ex-presidente do Cruzeiro deixa bar após ser xingado por torcedores

Wagner Pires de Sá foi cobrado por cruzeirenses na noite da última sexta-feira

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 12 (AFI) - Principal responsável pelo rebaixamento inédito do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, Wagner Pires de Sá já deixou a presidência, mas mesmo assim segue sem ter tranquilidade.

Na noite da última sexta-feira, o ex-presidente se reuniu com amigos em um bar no bairro Lourdes, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A confraternização acabou quando ele foi reconhecido por torcedores cruzeirenses.

Wagner Pires de Sá foi hostilizado por torcedores do Cruzeiro
Wagner Pires de Sá foi hostilizado por torcedores do Cruzeiro
Em um vídeo que circula nas redes sociais, um torcedor vai a mesa de Wagner Pires de Sá e solta o verbo contra o ex-presidente até ser afastado por quem parecer ser o dono do bar.

"Senhor Wagner, você não tem vergonha na cara não? O senhor é safado. O senhor roubou o clube e está tomando cerveja na maior cara de pau. Falta vergonha na cara. O senhor é bandido, ladão e safado", disse o torcedor.

Apesar de não ter tido nenhuma tentativa de agressão, a Polícia Militar foi chamada ao bar, mas Wagner Pires de Sá já havia deixado o local.

NA JUSTIÇA
Wagner Pires de Sá foi indiciado ao lado de Itair Machado, Sérgio Nonato e outros quatro empressários por falsificação de documentos, falsidade ideológica, apropriação indébita, organização criminosa e lavagem de dinheiro durante sua gestão no Cruzeiro.

Ele deixou o cargo de presidente no final do ano passado após o rebaixamento inédito no Brasileirão com uma dívida de aproximadamente R$ 800 milhões e algumas punições impostas pela Fifa por falta de pagamento a clubes europeus.

Em uma delas, o Cruzeiro foi punido com a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro da Série B deste ano, o que faz com que o time ainda esteja distante dos primeiros colocados.

CONFIRA O VÍDEO DE WAGNER PIRES DE SÁ SENDO HOSTILIZADO