Capitão do Cruzeiro defende time após tropeço: "Não tem nada a ver com ano passado"

A Raposa ficou no empate por 1 a 1 com o CRB e só fica fora da zona do rebaixamento da Série B pelo número de vitórias

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) – A situação do Cruzeiro está se complicando na Série B do Campeonato Brasileiro. Após oito rodadas, a equipe mineira está apenas na 16ª colocação e vem de cinco jogos seguidos sem vencer.

Após o empate por 1 a 1 com o CRB, no Mineirão, o zagueiro e capitão Léo tomou a palavra para defender o grupo e deixar claro que a situação não é parecida com a da temporada passada, quando a equipe foi rebaixada no Brasileirão.

“Não tem nada a ver com o ano passado. Ano passado já passou. A equipe foi bem, tivemos oportunidades, mas infelizmente não veio a vitória. Vamos continuar trabalhando para conquistar nossos objetivos”, disse.

O zagueiro ainda defendeu a permanência do técnico Enderson Moreira, que vem sendo pressionado pela torcida pelos resultados adversos.

“O trabalho está sendo feito, a gente sabe que leva tempo para jogar com confiança, de forma mais natural. Vamos trabalhar para que a gente possa evoluir sempre como equipe”, concluiu.

AFASTAMENTOS
Mais cedo, às vésperas da partida no Mineirão, o Cruzeiro anunciou o afastamento de quatro jogadores que não estão nos planos da comissão técnica: os laterais Giovvani e João Lucas e os atacantes Welinton e Judivan.

Eles vão passar a treinar em separado e ficam livres para procurarem outros clubes. Entre os quarto, Giovanni chegou a ser titular até duas rodadas atrás, e Welinton vinha sendo utilizado no decorrer das partidas.