Candidato derrotado vai tentar impugnar eleição presidencial do Cruzeiro

Giovanni Baroni perdeu para Paulo César Pedrosa por apenas dez votos em eleição realizada na última quinta-feira

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 24 (AFI) - A crise no Cruzeiro parece não ter fim. Derrotado na última quinta-feira, Giovanni Baroni deve entrar na Justiça para tentar impugnar a eleição presidencial que terminou com a vitória de Paulo César Pedrosa.

Candidato da chapa "Transparência e Reconstrução", Giovanni Baroni estava na frente até a apuração da urna cinco, onde estavam os votos de conselheiros que haviam sido excluídos do quadro de sócios, mas conseguiram a reintegração através da Justiça.

Giovanni Baroni vai tentar impugnar as eleições do Cruzeiro (Foto: Jaci Silveira/Cruzeiro)
Giovanni Baroni vai tentar impugnar as eleições do Cruzeiro (Foto: Jaci Silveira/Cruzeiro)
Paulo César Pedrosa, da chapa "Somos Todos Cruzeiro", recebeu 25 votos da urna cinco e pulou da terceira para a primeira colocação, terminando com 112 votos, dez a mais que Giovanni Baroni.

Em post publicado neste domingo em seu twitter, Baroni falou sobre os motivos que o levaram a mudar de opinião, já que, logo depois da eleição, ele havia descartado entrar na Justiça em busca da impugnação.

"A gente vai tentar fazer alguma coisa sim sobre as eleições que tiveram. Foram no mínimo imorais. Elas podem ter sido legais através das liminares que os conselheiros conseguiram para votar, mas ela foi imoral, porque mudou todo o contexto da eleição", disse Baroni.

CONFIRA ABAIXO O VÍDEO DE GIOVANNI BARONI

Espaço incorporado por HTML (embed)