Cruzeiro volta aos treinos e jogadores têm 1º contato presencial com técnico

O Cruzeiro decidiu ainda dividir o elenco em cinco grupos para treinos em campos diferentes

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 26 - Após 70 dias de afastamento em razão da pandemia, os jogadores do Cruzeiro voltaram aos trabalhos no CT Toca da Raposa 2 nesta terça-feira. Foi o primeiro contato presencial do elenco com o técnico Enderson Moreira, contratado logo no início da quarentena, na metade de março.

O clube pretendia retomar os trabalhos há cerca de duas semanas, mas os planos foram adiados porque apareceram "resultados inconclusivos" em amostras de funcionários após testes para covid-19. A diretoria havia decidido que só retomaria os trabalhos no CT caso não houvesse nenhum caso positivo. Isso foi confirmado na segunda.

ATENÇÃO ESPECIAL

Depois dos testes negativos, o clube deu atenção especial aos cuidados para evitar qualquer possível contágio entre os jogadores. Por isso, criou protocolos de segurança, que incluem uso do álcool em gel, medicação de temperatura e uso de máscara. Os jogadores chegaram ao CT já uniformizados, para evitar o uso do vestiário.

O Cruzeiro decidiu ainda dividir o elenco em cinco grupos para treinos em campos diferentes. Três destes grupos iniciaram as atividades às 9 horas desta terça. Os demais, às 10h30.

ATIVIDADES

Nas atividades, os jogadores puderam ter o primeiro contato presencial com o técnico Enderson Moreira. Até então, as conversas eram por chamadas de vídeo.

"É sensacional poder voltar ao clube, poder vestir a roupa de treino de novo, voltar a fazer aquilo que na gente mais gosta. Uma alegria muito grande, claro, tomando todas as medidas e precauções de isolamento. Fazendo os treinos mais isolados", disse o zagueiro Léo.

PUNIÇÃO

O Cruzeiro recebeu uma boa notícia do Superior Tribunal de Justiça Desportiva nesta terça. O STJD reduziu a punição sofrida em razão de confusões ocorridas na partida contra o CSA, no Brasileirão do ano passado. O clube mineiro havia perdido três mandos de campo, sanção que se tornou apenas um jogo com os portões fechados, a ser cumprido no início da Série B do Campeonato Brasileiro.