Cruzeiro tem pena reduzida pelo Pleno do STJD por confusão diante do CSA

A punição do Cruzeiro só poderá ser cumprida quando for permitida a presença de torcida nos estádios

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 26 (AFI) – O Cruzeiro recebeu uma boa notícia a respeito de uma de suas punições por conta de confusões em partidas passadas. A punição referente ao jogo diante do CSA, que previa três perdas de mando de campo com portões fechados, passou para apenas um e deverá ser cumprida no Campeonato Brasileiro Série B.

Como a competição deve retornar sem torcida para todos os clubes devido à pandemia do novo coronavírus, a decisão Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva deixou claro que a punição do Cruzeiro só poderá ser cumprida quando for permitida a presença de torcida nos estádios.

O Cruzeiro foi punido em outros dois jogos. No clássico com o Atlético-MG perdeu um mando e diante do Palmeiras, em jogo que decretou a queda, perdeu três mandos de campo.

Essas duas decisões também podem ser diminuídas, mas até agora o clube celeste com cinco perdas de mando de campo sem torcida.

A PARTIDA

O jogo contra o CSA aconteceu em 28 de novembro de 2019, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Mineirão. O Cruzeiro perdeu por 1 a 0 e Thiago Neves perdeu um pênalti que deixaria o placar igual.Na casa dos 30 minutos da etapa final, a torcida do Cruzeiro soltou fogos e jogou sinalizadores dentro de campo, sendo necessária interrupção da partida por causa da fumaça.