Adilson Batista vê clássico contra América-MG como bom teste para o Cruzeiro

Em 2018, Adilson Batista trabalhou no América-MG e daquele elenco ficou apenas o meia Matheusinho

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) - Em um ano de reconstrução, como o clube intitulou 2020 depois do rebaixamento inédito para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro começou bem a temporada com três vitórias em três rodadas do Campeonato Mineiro. Neste domingo, o time faz o clássico contra o América-MG, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e o técnico Adilson Batista vê uma boa oportunidade para observar como os jogadores se portarão em campo.

"É um jogo importante, um jogo onde nós temos um respeito pelo América-MG. É um clássico que será importante para nós dentro do nosso processo. É o nosso quarto jogo, eu tenho acompanhado o dia-a-dia e vejo uma evolução, vejo uma vontade de querer melhorar, acertar, então é mais um teste importante", afirmou o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Toca da Raposa II.

Em 2018, Adilson Batista trabalhou no América-MG e daquele elenco ficou apenas o meia Matheusinho. O jogador é uma das preocupações do técnico cruzeirense para o clássico.

"Ele é um belíssimo jogador, um jogador interessante, um jogador que tem uma boa dinâmica, uma boa leitura, é inteligente, sabe jogar. Ele é uma das preocupações, mas tem outros ali que nós sabemos do potencial", comentou.

Status: observador. (Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro)
Status: observador. (Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro)
SUSPENSO?
A entrevista coletiva desta sexta-feira foi marcada pela abordagem de vários assuntos. Um que mais chamou a atenção foi a possibilidade de o lateral-direito Edilson ser suspenso pele Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais por ter criticado a Federação Mineira de Futebol (FMF) após a decisão de adiar o jogo contra o Tombense, no último dia 25, por conta das enchentes provocadas pelas fortes chuvas, depois que a delegação do Cruzeiro já havia viajado quase 10 horas até a cidade de Tombos (MG).

Na ocasião, Edilson postou um "story" no Instagram reclamando com a entidade sobre o fato do Cruzeiro ter feito uma viagem longa sem necessidade. O lateral-direito se solidarizou com as vítimas das chuvas e disse que não era possível ter a realização do jogo.

"É importante o treinador falar, o dirigente falar, o atleta falar, colocar sua opinião. O Edilson recentemente deu uma opinião no Twitter e agora pode ser punido de um a seis jogos. Nós estamos numa democracia ou não? Ele tem o direito de falar, de se expressar, falar a verdade. O torcedor precisa ouvir a verdade, isso eu acho importante", concluiu. O lateral-direito será julgado na próxima terça-feira e poderá pegar até três jogos de punição.