Meia diz que 'faltou um pouco de sorte' para o Cruzeiro vencer no Mineirão

Mesmo com o resultado ruim, os jogadores foram aplaudidos e o hino do clube foi cantado.

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 5 (AFI) - O Cruzeiro chegou ao sexto jogo sem vitória no Campeonato Brasileiro ao ficar no empate com o Internacional, por 1 a 1, nesta noite de sábado, no Mineirão. O jejum manteve a equipe mais uma rodada dentro da zona de rebaixamento.

Um dos homens de referência do atual elenco cruzeirense, Robinho considera a falta de sorte como fator determinante para mais um resultado abaixo da expectativa.

"A gente teve qualidade, teve chance, teve tudo que a gente precisava. Talvez faltou um pouco de sorte. Tomamos mais um gol que o cara apareceu livre dentro da área. Foi um vacilozinho. Estamos pecando nesse último detalhe.

Tivemos força para pegar o fundo da rede e nos recuperar. Se tivesse que sair um vencedor hoje, teria que ser a gente", analisou o meio-campista.

Robinho destacou o apoio da torcida da Raposa
Robinho destacou o apoio da torcida da Raposa

APOIO DA TORCIDA
O que chamou atenção do jogador foi o comportamento da torcida após o apito final. Mesmo com o resultado ruim, os jogadores foram aplaudidos e o hino do clube foi cantado.

"O torcedor reconhece quando você se dedica. Tentamos de todas as formas. O time do Internacional é muito bom, porém atacamos mais.

Demos a vida, agora é trabalhar. Se tivermos esse mesmo empenho e união (na continuidade do Brasileirão), sairemos desta situação", acrescentou.

AINDA NA DEGOLA
Com 20 pontos, em 17.º lugar, o Cruzeiro segue na zona de rebaixamento e agora foca no duelo contra o Fluminense, na próxima quarta-feira, novamente no Mineirão.

"Está difícil, seis jogos sem vencer, você começa a pensar em não perder pra própria cabeça. A gente não pode desistir. A torcida aplaudiu, agora é juntar as forças que quarta tem um jogo importantíssimo na nossa briga", encerrou.