Veja aqui a melancólica coletiva de Rogério Ceni após o desastre do Cruzeiro

Ele citou várias vezes de que se 'não puder mudar tudo que está errado' pode deixar a Raposa em breve

por Agência Futebol Interior

Rogério Ceni
Rogério Ceni

Belo Horizonte, MG, 8 (AFI) – Cabeça baixa, olhos fechados e voz baixa. Desta forma, totalmente abatido, Rogério Ceni apareceu para a coletiva após a goleada humilhante sofrida pelo Cruzeiro diante do Grêmio, por 4 a 1, neste domingo cedo, na Arena Independência.

"Se for para eu ficar, tem que mudar" - é a frase que resume a entrevista.

Rogério Ceni foi claro em suas declarações e deu a entender que se não conseguir promover mudanças drásticas no elenco e, talvez, no próprio clube, ele pode até deixar o cargo.
Logo na entrada ele já deu o tom da conversa.

AMEAÇAS DE DEIXAR O CLUBE

“Me sinto envergonhado de dar entrevista aqui para vocês, só vim por obrigação. A situação é muito delicada. Lamento vir aqui falar pela situação vivida pela derrota, no meio de semana e agora”.

E também comentou sobre sua continuidade no cargo.

“Se for para continuar no Cruzeiro nós vamos ter que mudar, porque não faz sentido nem eu ficar aqui, nem comparecer para dar entrevista”.

VEJA A ENTREVISTA COLETIVA COMPLETA DE ROGÉRIO CENI.
CLIQUE AQUI !