'Quebrado', Cruzeiro busca mais um acordo judicial com lateral chileno ex-São Paulo

Clube mineiro está devendo R$ 876 mil ao ala Eugenio Mena, que disputou 26 partidas com a camisa da Raposa, em 2015

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 09 (AFI) - O cenário financeiro do Cruzeiro está cada vez mais complicado, afinal, as dívidas se acumulam aos montes. Disposto a atenuar a situação, o clube mineiro, no próximo dia 21 de agosto, quarta-feira, vai se reunir com o lateral-esquerdo Eugenio Mena na 14ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte.

A audiência de tentativa de conciliação tem como objetivo tentar um terceiro acordo para equacionar a dívida da Raposa com o atleta, atualmente em R$ 876.750,00. O valor ficou acordado há quase 20 meses, quando o vínculo entre as partes chegou ao fim.

A história começou em janeiro da temporada passada, quando os lados firmaram Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho faltando um ano para o término do contrato de Mena com o Cruzeiro, que se comprometeu a pagar R$ 1.226.021,41 parceladamente. O valor envolvia salários atrasados, multa do FGTS e verbas rescisórias.

Os mineiros, porém, não quitaram sequer uma das onze parcelas combinadas. Para piorar, segundo os representantes do lateral, a Raposa fez pouco caso da situação. Como não pagou a primeira delas, Mena passou a cobrar mais um salário (R$ 227.111,93) de acordo com o Artigo 477, inciso oitavo da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Por isso, em fevereiro, ingressou com ação reclamatória trabalhista buscando quitar a dívida através da Justiça do Trabalho. Em 18 de março, as partes não conseguiram um acordo, mas encaminharam um acerto. O Cruzeiro, inclusive, levou um cheque de R$ 164.808,82, mas os representantes de Mena entenderam que não havia necessidade de aceitar por conta do cenário.

Em 27 de março, um acordo foi celebrado e teve aceitação judicial pouco depois, em 25 de abril, no Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais. O clube celeste findou a dívida sobre o FGTS, de R$ 142 mil, e se comprometeu a pagar o R$ 1,3 milhão restante em cinco parcelas, entre abril e agosto, mas teria quitado apenas as duas primeiras.

Eugenio Mena - Foto: Divulgação
Eugenio Mena - Foto: Divulgação

Dessa forma, faltariam R$ 626.250,00. Porém, conforme firmado em contrato, há uma multa de 40%. Portanto, a nova dívida do Cruzeiro com Mena é de pouco mais de R$ 876 mil. O clube mineiro se manifestou confirmando a situação, mas alega que passa por uma grave crise política e financeira.

QUEM É?
Eugenio Esteban Mena Reveco, 31, começou a carreira no Santiago Wanderers e passou pela Universidad de Chile, ambos do Chile, até chegar ao Santos, em 2013. Atuou pelo Cruzeiro em 2015, quando disputou 26 jogos. Desde então, já rodou por São Paulo, Sport, Bahia e Racing, da Argentina.