Mineiro: Apesar da crise do Atlético, Henrique descarta favoritismo na final

Os rivais começam a se enfrentar pela decisão do título estadual nesse domingo, às 16 horas

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 11 (AFI) - A goleada imposta ao Huracán, por 4 a 0, na Copa Libertadores, e a derrota do rival Atlético-MG para o Cerro Porteño, por 4 a 1, no Paraguai, não tornam o Cruzeiro favorito para o primeiro confronto da decisão do Campeonato Mineiro, domingo, às 16 horas, no Mineirão. Este é a opinião do volante Henrique, capitão do time celeste.

"A gente vem de uma sequência muito boa nas competições, sabendo a importância de cada jogo, em busca dos resultados, e temos colhido esse fruto. Mas é apenas um início muito bom, que nos deixa confiantes, mas sabendo que para se conquistar temos um caminho longo pela frente", disse o camisa 8, referindo-se à invencibilidade na temporada e aos dez triunfos consecutivos.

Com a vaga garantida nas oitavas de final da Libertadores, Henrique agora "vira a chave" para iniciar a decisão do Estadual. "Começa agora mais uma final e a gente está com o mesmo pensamento, com o mesmo foco e acreditando que estamos no caminho certo. É continuar dessa forma para que as conquistas cheguem e possamos almejar algo maior."

O volante prefere não comentar a crise do rival, que está quase eliminado da principal competição sul-americana e ainda demitiu nesta quinta-feira o técnico Levir Culpi.

"A gente procura focar no nosso trabalho, independentemente de como o outro lado esteja. Vamos tentar fazer o nosso melhor, procurar fazer as coisas que nos favorecem, sabemos das dificuldades que vamos encontrar no clássico. Primeiramente vamos procurar vencer o jogo. Esse é o nosso maior objetivo. Temos que trazer a vantagem para o nosso lado. Vamos em busca do resultado, da vitória e trazer a vantagem ao nosso favor."