Huracán 0 x 1 Cruzeiro - Rodriguinho marca e Raposa vence na Argentina

Além de ter somado os primeiros três pontos no Grupo B, a Raposa igualou o histórico em confrontos contra times argentinos

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 07 (AFI) - O Cruzeiro estreou com vitória na Libertadores. O time do técnico Mano Menezes foi a campo na noite desta quinta-feira, pela abertura do Grupo B, e venceu o Huracán por 1 a 0, no El Palácio, casa do adversário, em Buenos Aires. Rodriguinho foi o autor do único gol da partida, que terminou com a polêmica de um gol argentino anulado nos minutos finais.


Além de ter somado os primeiros três pontos no Grupo B, a Raposa igualou o histórico em confrontos contra times da Argentina.

Em 36 partidas contra os ‘hermanos’ na história, a equipe mineira venceu 15 vezes, empatou sete e perdeu 15. Antes do jogo, perdia no retrospecto por uma vitória a menos.

É RODRIGUINHO
O jogo começou debaixo de uma forte chuva, fator que prejudicou um pouco a qualidade técnica. Ainda assim, não demorou para que as chances começassem a aparecer. Logos ao nove minutos, houve muita reclamação por parte do Huracán em razão da não marcação de um pênalti pedido por Barrios após ter sido puxado dentro da área.

Foto: Divulgação / Conmbeol
Foto: Divulgação / Conmbeol

Do lado do Cruzeiro, que entrou ligado no jogo foi Rodriguinho. Aos 12 minutos, ele ganhou disputa pelo alto após cobrança de escanteio de Robinhoe só não abriu o placar porque o goleiro Silva pulou para salvar os donos da casa.

SEM PERDÃO
Aos 29 minutos, o meia cruzeirense não perdoou. Robinho serviu de novo, dessa vez com um belo lançamento, e Rodriguinho dominou na área e se livrou da marcação de Damonte antes de abrir o placar.

Depois do gol, o time de Mano Menezes se esforçou para não correr riscos e assim foi até poucos minutos antes do intervalo, quando o Huracán chegou com perigo em duas oportunidades. De qualquer maneira, o Cruzeiro também teve boa chance, com Egídio, aos 46, mas Silva salvou.

TOMOU PRESSÃO
No segundo tempo, a equipe brasileira mostrou segurança até os 25 minutos, quando o Huracán passou a frequentar mais o campo de ataque. Atrás no placar jogando em casa, o time argentino sentiu a urgência da situação e conseguiu pressionar, muito disso também por conta da postura defensiva adotada pelos cruzeirenses.

A pressão mexeu com os ânimos do técnico Mano Menzes, que acabou expulso após reclamação, aos 44 minutos. Três minutos depois, aos 47, foi a vez de todos do Huracán reclamarem, mas sem expulsão. Isso porque Barrios fez um gol de cabeça, mas o árbitro marcou impedimento.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
1ª rodada
Data
07/03/2019
Horário
19h00
Local
El Palacio - Buenos Aires (ARG) ()
Árbitro
Diego Haro (PER)

Assistentes
Jonny Bossio (PER) e Jesús Sánchez (PER)

Cartões Amarelos
Huracán-ARG: Gamba, Roa
Cruzeiro-BRA: Léo, Murilo, Lucas Romero, Rafinha, Fred, Egídio

Gols
Cruzeiro-BRA: Rodriguinho 29' 1T
Huracán-ARG
Silva;
Chimino, Salcedo, Mancinelli e Alderete;
Damonte (Toranzo) e Rossi; Auzqui (Mendoza), Roa (Chávez) e Gamba;
Lucas Barrios
Técnico: Antonio Mohamed
Cruzeiro-BRA
Fábio;
Edilson, Leo, Murilo e Egídio;
Henrique, Lucas Romero (Ariel Cabral), Robinho, Rodriguinho (Fabrício Bruno) e Rafinha (Marquinhos Gabriel);
Fred.
Técnico: Mano Menezes