Apesar da vitória, Mano Menezes critica excesso de bolas aéreas no Cruzeiro

Na manhã deste domingo, a Raposa venceu o Sport, por 2 a 0, no Mineirão

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 13 - O técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, ficou contente com a vitória por 2 a 0 sobre o Sport na manhã deste sábado, no Mineirão, mas não gostou do excesso de bolas aéreas da equipe neste confronto válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

"Exageramos as bolas cruzadas na área. Precisávamos de trabalhar a bola na frente da área", disse o treinador.

Apesar da crítica, foi justamente em um cruzamento que o Cruzeiro abriu o placar, no fim do primeiro tempo, em cabeçada do zagueiro Dedé. O segundo gol saiu no começo da segunda etapa, com Arrascaeta, em chute colocado de fora da área.

O técnico Mano Menezes reclamou do excesso de bolas aéreas do Cruzeiro
O técnico Mano Menezes reclamou do excesso de bolas aéreas do Cruzeiro
"Fizemos um bom jogo. Esse é um horário bem particular. Tivemos a felicidade de fazer o gol no último minuto do primeiro tempo, que nos deu uma tranquilidade maior. Se não fizéssemos, no segundo tempo, teríamos que imprimir um ritmo mais forte. Mas fizemos o gol, porque martelamos, martelamos, martelamos", completou Mano Menezes, depois da partida.

OS PROTAGONISTAS
O zagueiro Dedé festejou seu segundo gol no Brasileirão e a tranquilidade com que a vitória foi construída.

"Fizemos por merecer o resultado, imprimimos um ritmo forte no primeiro tempo e suportamos a chegada do adversário. Tive a oportunidade de chegar bem na bola", afirmou.

O meia Arrascaeta falou sobre o próximo jogo do Cruzeiro, quarta-feira, contra o Atlético-PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

"O time foi muito bem, criou grandes chances de gol, mas precisamos seguir melhorando. Agora vamos descansar porque daqui três dias teremos mais um compromisso importante", declarou o camisa 10.