PF abre inquérito contra dirigentes de time do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 20 (AFI) - O foram indiciados pela Polícia Federal por crime contra o sistema financeiro nacional. Segundo o inquérito aberto pela PF será investigado um enriquecimento ilícito na família Perrella.atual presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, e seu irmão, Alvimar Perrella, que também já foi mandatário da Raposa

Confira também:
Desafiando gigantes! Bugre encara maratona "Missão Impossível"


A principal suspeita caiu sob a negociação do zagueiro Luisão, com o Benfica. Antes de ir para o clube português, ele foi negociado para o Central Espanhol Futebol Clube, um time de pouca expressão no Uruguai, para no dia seguinte ser encaminhado para o clube português.

O jogador teve seus direitos federativos negociado por US$ 2,5 milhões. Devido esta passagem pelo clube uruguaio, a negociação foi feita por US$ 1.597.791,061, um milhão menos o valor firmado.

A suspeita seria que o clube uruguaio está sendo usado como uma ponte comercial para não declarar recursos ao Fisco.

Outra negociação que está sendo investigada é a do volante Ramires. A suspeita da polícia é que tenha sido feita a mesma coisa na negociação.