Márcio Araújo não chega a acordo com a Chape e fica livre para acertar com rival

O volante vinha protagonizando uma disputa entre rivais nos últimos dias, mas o time de Chapecó desistiu oficialmente das negociações

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 13 (AFI) – O experiente volante Márcio Araújo vem protagonizando uma disputa entre Chapecoense e Criciúma nos bastidores. O jogador defendeu a equipe de Chapecó na última temporada, mas não chegou em acordo para permanecer em 2020 e está livre para acertar com o rival.

Nesta quinta-feira, a Chapecoense encerrou oficialmente as negociações para contar com o jogador de 35 anos. O clube propunha uma redução salarial e não chegou a um acordo quanto aos valores.

A Chapecoense já estava ciente de propostas do Criciúma e optou por desistir do jogador para não entrar em leilão. Rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro, o Criciúma vê em Márcio Araújo um líder necessário no elenco para buscar o acesso de volta à segunda divisão nacional.

Márcio Araújo começou a carreira nas categorias de base do Mogi Mirim e passou por grandes clubes brasileiros como Atlético-MG, Guarani, Palmeiras e Flamengo. Foi campeão da Série B por Atlético e Palmeiras e conquistou ainda a Copa do Brasil no clube paulista, além de dois títulos cariocas e um mineiro.