Série B: Em tratamento, goleiro não tem previsão de retorno no Criciúma

Exame indicou que Luiz não precisará passar por cirurgia, mas liberação é incerta

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 06 (AFI) - Depois de chegar ao oitavo jogo sem vencer na Série B ao ser derrotado por 1 a 0 para Operário-PR, na última terça-feira, o vice-lanterna Criciúma já começou a pensar no duelo do próximo sábado, contra o Sport, na Ilha do Retiro. Uma das tantas preocupações do treinador Roberto Cavalo para a partida é a situação do goleiro Luiz, que mais uma vez não deve estar à disposição.

O jogador de 36 anos deixou a partida contra o São Bento, duas rodadas atrás, ainda aos 25 minutos de jogo, com dores no tornozelo e, posteriormente, foi vetado do jogo contra o Operário. O departamento médico avaliou o problema e descartou a possibilidade de cirurgia, mas identificou uma entorse no local, sem conseguir determinar o período que será necessário para a recuperação.

Foto: Fernando Ribeiro/CEC
Foto: Fernando Ribeiro/CEC

Como restam apenas cinco rodadas para o fim da Série B, Luiz corre o risco até de não jogar mais na temporada. Enquanto ele não volta, o posto de titular é de Paulo Gianezini. Quem não joga mais pelo Criciúma em 2019, de fato, é o meio-campista Marcinho Júnior que entrou em acordo com o clube e teve a rescisão de contrato acertada na última terça-feira.

Na penúltima colocação da Série B, com 31 pontos, o Criciúma tem quatro pontos a menos que o Londrina, primeiro time fora da zona de rebaixamento, com 35 pontos. O time londrinense, aliás, é justamente o próximo adversário da equipe comandada por Roberto Cavalo, em duelo marcado para a próxima terça-feira.