Em clima melancólico, rebaixado Criciúma se despede da Série B nesta sexta

O time catarinense não consegue mais escapar do rebaixamento e joga a última partida contra o Oeste, em Barueri

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 28 (AFI) – Já rebaixado para a Série C, o Criciúma se despede da Série B do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira, contra o Oeste, na Arena Barueri. O clima é de decepção com a fraca campanha, mas os atletas vão buscar um último resultado positivo para fechar o ano com honra.

O técnico Roberto Cavalo não procurou desculpas e assumiu a responsabilidade pela queda. Ele afirmou, ainda, que os atletas estão sentidos com o rebaixamento e que espera que o clube dê a volta por cima o mais rápido possível

“A ficha não caiu. A maioria dos jogadores está sentindo isso. É a primeira vez que eu tenho uma queda para a Série C. É doído, o clube tem muita história, um clube que amamos de coração, não é da boca para fora”, disse.

“Sabemos que teve coisa errada no início, mas eu sou um dos maiores responsáveis. Quem ficou fui eu, assumi com a comissão técnica e jogadores. Algumas coisas não deram certo como eu esperava”, concluiu.

Sem poder contar com o volante Wesley, suspenso, o treinador deve promover a entrada de Luquinha no time titular, mas manter a base que vinha jogando nas últimas rodadas.

O provável Criciúma para a última partida é formado por: Paulo Gianezini; Eduardo, Sandro, Derlan e Marlon; Jean Mangabeira, Foguinho e Luquinha; Reinaldo, Andrew e Léo Gamalho.