Série B: Treinador "culpa" ansiedade por mais um tropeço do Criciúma em casa

Gilson Kleina acredita que os jogadores do Tigre vão ficar mais leves quando acontecer a primeira vitória

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 13 (AFI) - Assim como o volante Adilson Goiano falou após o empate sem gols com o América-MG, na manhã do último sábado, o técnico Gilson Kleina culpou a ansiedade por mais um tropeço do Criciúma no Heriberto Hülse neste início de Campeonato Brasileiro da Série B.

E, conforme a vitória não vem, a ansiedade do grupo tende a aumentar. Principalmente nos jogos em casa. Os torcedores que foram até o estádio no último sábado vaiaram o time na saída do gramado.

Gilson Kleina acredita que a ansiedade vem atrapalhando o Criciúma neste início de Série B
Gilson Kleina acredita que a ansiedade vem atrapalhando o Criciúma neste início de Série B
"Ao meu ver, falta uma vitória para tirar esse peso, tirar a ansiedade para o grupo deslanchar. Quando você trabalha por uma reconstrução, passa por esses momentos de oscilação. A pontuação na tabela não é boa, mas temos que manter o crescimento", afirmou Kleina.

Na estreia, o Criciúma foi derrotado pelo Cuiabá, por 1 a 0, em casa, e depois foi até Campinas buscar o empate com a Ponte Preta, por 1 a 1. Com dois pontos, o time está na 15ª colocação. Nesta sexta, o adversário será o Atlético-GO, em Goiânia, pela quarta rodada.

DIA ESPECIAL
Nesta segunda-feira, o Criciúma completa 72 anos de fundação e, apesar do início ruim na Série B, vai comemorar com uma festa na Loja Tigre Maníacos e no pátio do Heriberto Hülse, com presença de dirigentes, ex-dirigentes, ex-jogadores e integrantes do atual elenco, além da comissão técnica.