Série B: Criciúma tenta repatriar zagueiro Raphael Silva e atacante Lucão

Os dois jogadores defenderam o Tigre no ano passado e não estão sendo aproveitados no Goiás

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 09 (AFI) - Em entrevista coletiva concedida logo após a derrota para o Guarani, por 1 a 0, em Campinas, na última terça-feira, o técnico Argel Fucks deixou claro a insatisfação com a qualidade do elenco tricolor e voltou a pedir reforços. A diretoria do Criciúma está no mercado em busca de jogadores para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B.

O executivo de futebol Nei Pandolfo confirmou o interesse em dois atletas que vestiram a camisa do Tigre no ano passado: o zagueiro Raphael Silva e o atacante Lucão. Ambos trocaram o Criciúma pelo Goiás, onde não estão sendo aproveitados. O problema é que o Verdão é rival do Tricolor catarinense na Série B e precisaria liberá-los.

Sem espaço no Goiás, o zagueiro Raphael Silva pode voltar ao Criciúma
Sem espaço no Goiás, o zagueiro Raphael Silva pode voltar ao Criciúma
"Trocamos ideia com vários atletas que tiveram sucesso aqui. Às vezes esbarra na questão de contrato ou no aspecto financeiro. Nossa ideia é trazer atletas que tenham ritmo de jogo e uma identificação com o clube. Eles (Raphael Silva e Lucão) nos interessam, mas atletas com patamar de salário acima do nosso. A maior dificuldade é a liberação do clube", revelou o dirigente em entrevista à Rádio Eldorado.

Sem pontuar nas cinco primeiras rodadas, o Criciúma ocupa a penúltima colocação, mas pode cair para a lanterna no sábado, caso o Boa Esporte conquiste pelo menos um empate diante do CSA, em Maceió.

SOBRE ELES
Raphael Silva tem 26 anos e disputou 95 jogos nas duas temporadas que defendeu o Criciúma (2016 e 2017). O zagueiro com passagens por Grêmio Maringá, Rio Preto, Ponte Preta e Boa Esporte fez apenas dez partidas pelo Goiás nesta temporada, sendo a última delas no dia 1º de abril, na final do Campeonato Goiano, contra a Aparecidense.

Já Lucão tem a mesma idade de Raphael Silva, mas é bem mais rodado. O atacante defendeu Porto Alegre, Ypiranga, Sergipe, Mogi Mirim, Caxias, Resende, São Bento, Luverdense, Cruzeiro-RS e América-RN, além de ter tido experiência no futebol japonês, português, espanhol e da Moldávia. Pelo Criciúma, foram 27 jogos e dez gols. No Goiás, ele balançou as redes adversárias cinco vezes em 16 partidas.