Árbitro relata ofensas de presidente e vice do Coritiba após gol anulado

Os dirigentes se descontrolaram após o polêmico gol anulado por toque de mão de Neilton

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 17 (AFI) – A derrota para o Bahia por 2 a 1 deixou jogadores, torcedores e diretoria do Coritiba revoltados, principalmente por um lance crucial ainda no primeiro tempo, quando o time da casa abriria 2 a 0, mas teve o gol anulado.

Segundo o árbitro da partida, Igor Junio Benevenuto de Oliveira, o presidente e o vice do Coritiba proferiram xingamentos em sua direção após o intervalo.

Samir Namur, presidente do Coritiba
Samir Namur, presidente do Coritiba
Os dois representantes do time da casa viram o lance do gol anulado, no qual a arbitragem assinalou toque na mão do atacante Neilton, mas afirmavam que a bola tinha batido na barriga do jogador.

Na súmula do jogo, o árbitro registrou as ofensas e identificou os dois dirigentes que estavam nas arquibancadas do Couto Pereira.

CONFIRA O RELATO DA SÚMULA:

“Na volta do intervalo da partida, quando eu estava no centro do campo, duas pessoas da equipe do Coritiba FC que se encontravam na arquibancada começaram a gritar e me ofender com as seguintes palavras – ‘a bola bateu na barriga, seu filho da puta’ repetindo por várias vezes.

Fui até o quarto árbitro pedir para que identificasse os mesmos, eles foram identificados pela Karyna Prado, supervisora da federação local e repassado pelo sr. Rodrigo Lu, representante da CBF. As pessoas são o sr. Samir Namur, presidente da equipe do Coritiba FC, e sr. Jorge Durão, 2º vice-presidente da equipe do Coritiba FC”