Sassá tenta agredir rival após "sarrada" e árbitro registra na súmula

O atacante do Coritiba ficou nervoso após ser provocado pelo goleiro reserva do Manaus

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 13 (AFI) - A eliminação precoce na Copa do Brasil para o modesto Manaus na última quarta-feira com a derrota por 1 a 0, na Arena da Amazônia, não deve custar caro apenas ao Coritiba.

Responsável por desperdiçar uma cobrança de pênalti no segundo tempo, o atacante Sassá ainda pode ser punido por tentar agredir o goleiro reserva do Manaus, Gleibson.

Sassá se envolveu em confusão após o jogo (Foto: Site Oficial Coritiba)
Sassá se envolveu em confusão após o jogo (Foto: Site Oficial Coritiba)
Após o jogo, o goleiro adversário provocou com uma "sarrada", que é a comemoração característica do atacante coxa-branca. Nervoso, Sassá partiu para cima de Gleibson, mas foi impedido pela "turma do deixa disso".

O problema de Sassá é que a confusão foi registrada na súmula pelo árbitro baiano Diego Pombo Lopez.

"Conduta do atleta - informo que após o término da partida o sr jogador, Luiz Ricardo Alves (Sassá) nº99 da equipe do Coritiba FC, iniciou um princípio de tumulto, indo em direção ao goleiro reserva da equipe do Manaus FC , que se encontrava no banco de reserva da sua equipe. Informo que o mesmo foi contido por seus jogadores companheiros".

Principal contratação do Coritiba para 2020, Sassá tem bons números com a camisa alviverde. Em quatro jogos até aqui, o atacante marcou três gols.

VEJA ABAIXO O VÍDEO DA CONFUSÃO